Sabrina a Bruxinha Adolescente

Sabrina a Bruxinha Adolescente

Lembro-me de ser miúda a assistir religiosamente aos episódios que eram transmitidos da Sabrina no canal RTP2 na hora do jantar. A minha memória é mais clara nas últimas temporadas, quando a protagonista já estava na faculdade. “Sabrina a Bruxinha Adolescente” foi exibida em 1996 e conseguiu-se manter no ar até 2000. Recentemente voltei a pegar nesta série, que até ao momento estava esquecida, que começou a ser relembrada devido ao lançamento de uma nova série da Netflix com o mesmo nome, mas produzida noutros parâmetros. Escolhi voltar a vi este sitcom, porque primeiro não cheguei a terminar, e a minha curiosidade persistia. Será que a Sabrina ficou com o Harvey? e segundo queria uma série descontraída, e curta que servi-se para assistir ao final do dia e ainda rir um pouco. Comecei a ver, e o meu namorado não resistiu, acompanhou-me nesta aventura de rever um fantástico clássico da televisão.

Resultado de imagem para sabrina teenage witch gif

Sabrina Spellman, interpretada pela carismática e divertida Melissa Joan Hart, ao fazer 16 anos, descobre que é metade mortal e metade bruxa. Nesta idade, começa a receber poderes, mas rapidamente percebe que tudo tem um preço e nada se torna tão simples como parece. A viver com as suas tias bruxas, a responsável Zelda e a desatinada Hilda, vai aprender que não se deve tomar o caminho mais fácil. Além disso o gato de companhia falante Salem tem sempre opinião sobre todos os assuntos, às vezes inconveniente, mas sempre com a mesma piada.

Imagem relacionada

Esta série produzida por Hartbreak Films, Archie Comics, Finishing the Hat Productions, e Viacom Productions conseguiu ser um sucesso televisivo. Numa época em que se procurava chegar a um público mais juvenil , esta foi a solução encontrada que conquistou miúdos e graúdos. Apesar da sinergia cliché entre todas as personagens, “Sabrina The Teenage Witch” era engraçada, com muitas das piadas “secas” utilizadas por Salem e os sarilhos e diálogos protagonizados por Sabrina.


Resumo das Temporadas

Temporada 1

Nesta primeira temporada, Sabrina no seu 16º aniversário descobre que é uma bruxa. Meia mortal do lado da sua mãe que não a pode visitar e meia bruxa do lado do seu pai. Entregue ás suas duas tias, começa a desenvolver os seus poderes. Nesta temporada a protagonista tenta encontrar o equilíbrio entre os dois mundos (por vezes difícil), além disso vive nos loucos anos da adolescência. Deseja causar boa impressão no seu crush, Harvey Kinkle mas também deseja evitar problemas com a rapariga popular Libby, que está sempre no seu caminho. O argumento bem escrito foi dos factores cruciais para o seu sucesso. Depois desta temporada a sua melhor amiga Jenny e o professor Mr. Pool saíram da série sem explicação.

Resultado de imagem para sabrina teenage witch season 1 gif

Resultado de imagem para sabrina teenage witch season 1 gif

Temporada 2

Com 17 anos, Sabrina descobre que tem de estudar para passar no teste de bruxa, senão perde a licença. Contudo ela não respeita os conselhos das tias e falha. Obrigada a estudar num boot camp para bruxas, consegue passar, mas ainda com cautela. Apenas quando fizer 18 anos terá uma nova prova de feitiçaria. Será orientada pelo Quizmaster que ao longo do ano a vai aconselhar sobre a melhor maneira de fazer magia. Conhecemos a neurótica amiga de Sabrina, Valerie e o novo vice-presidente da escola, Mr. Kraft que acha Sabrina uma rapariga estranha, mas tem uma paixoneta pela sua tia Hilda.

Imagem relacionada

Temporada 3

Sabrina consegue a sua licença, mas descobre que para conseguir utilizar a mesma, terá de descobrir o segredo da família. Durante a temporada, membros da família visitam-na e oferecem-lhe pistas. No final da temporada as personagens Valerie e Libby saem da série.

Imagem relacionada

Temporada 4

Nesta temporada, Sabrina é mentora da nova personagem Dreama, uma bruxa muito desajeitada que nada o que faz, sai certo. Um novo amigo de Harvey, Brad, aparece na série. Brad te um gene especial que o torna um caçador de bruxas. Sabrina e Dreama tem de evitar a todo o custo, utilizar magia na presença de Brad. Além disso, a protagonista começa a trabalhar no Bean There, Brewed That, um coffee house, onde conhece Josh, um universitário. No decorrer da temporada as personagens Brad e Dreama, vão desaparecendo da série, sem motivo. A relação entre Harvey e Sabrina estava um pouco tremida devido ao beijo de Sabrina em Josh. No final da temporada Harvey descobre que Sabrina é uma bruxa, devido à quota de feitiços excedida nele e termina com a jovem.

Imagem relacionada

Temporada 5

Sabrina começa a faculdade e muda-se da casa das tias, para uma casa própria de faculdade. Lá conhece novos colegas: Roxie (uma feminista social), Morgan (uma mimada e fútil rapariga) e Miles (um geek obcecado com ficção científica e paranormal). Hilda e Zelda sentem-se sozinhas desde que a sobrinha saiu de casa e decidem seguir a sua vida. Hilda comprou o coffee house e Zelda começou a leccionar na faculdade. A série termina com um beijo entre Sabrina e Josh que finalmente assumem os seus sentimentos.

Imagem relacionada

Temporada 6

Ainda juntos, Josh e Sabrina terão de decidir algo importante juntos. Josh recebeu um proposta irrecusável para trabalhar no estrangeiro, o que complica a situação de ambos. Harvey reaparece, mas desta vez namora com Morgan, a colega de Sabrina. No final da temporada, Sabrina acorda em sacrificar o seu verdadeiro amor de forma a que Hilda case com o homem da sua vida. Sabrina parte-se em pedaços quando Harvey e Josh dizem que nunca mais a vão ver na vida.

Imagem relacionada

Temporada 7

Zelda sacrifica os anos da sua idade adulta para restaurar o coração de Sabrina. Depois das tias, Josh e Miles serem cortados da série, Sabrina e as amigas, Roxie e Morgan vão viver para a casa das tias. A protagonista começa a trabalhar como jornalista na revista Scorch. No final da temporada ela escolhe o seu verdadeiro amor.

Imagem relacionada


Conclusão

Sabrina a Bruxinha Adolescente” é uma série bastante divertida e apesar de ter o factor teenager , não cai em demasiados dramas do género. O argumento bem contextualizado é dos factores mais positivos e foca-se em temas como a responsabilidade, amizade, amor e fazer o que está certo. Apesar dos sarilhos e dilemas da personagem principal, o público aprende com Sabrina e emendar o errado. Esta é uma série com muita vibe dos anos 90 que me faz lembrar da minha infância, e conseguiu ter um novo gostinho agora que assisti novamente. Quem se lembra desta série?

Anúncios

Sabrina Down Under

Sabrina Down Under

Além da televisão, “Sabrina” também recebeu direitos para os seus próprios filmes. Podes ler a crítica aqui e aqui. Este terceiro filme volta a ser sem as personagens que fazem parte do enredo original como as tias Zelda e Hilda, Harvey e os amigos da protagonista. “Sabrina Down Under” tem a participação de Melissa Joan Hart como Sabrina, Salem e a sua amiga britânica Gwen, companheira do filme anterior. Em viagem na Austrália a protagonista terá de desvendar o mistério sobre uma estranha doença que afeta os animais marinhos, enquanto salva a espécie de sereias e tritões de serem encontrados pelos humanos.

Sendo um filme televisivo, não tem grande impacto. A narrativa é muito superficial,e saturante. “Down Under” não apresenta a mesma qualidade da série televisiva. Muito pelo contrário aproveita as personagens que já conhecemos por outras totalmente diferentes. Concluindo este é um filmes dispensável sem piada e muito insosso. O blogue atribui duas estrelas em 5.

golden_star2golden_star2

Séries que ando a ver – Parte 2

Séries que ando a ver – Parte 2

Neste post vou fazer um update sobre as séries que ando a ver ultimamente. Saem umas, entram logo outras. Nesta lista excluí os animes, entretanto depois também posso fazer um post sobre esse tema. Também aqui só estão as séries que de momento está no ar a temporada, ou então as que eu estou a seguir e que já terminaram.

Series que ando a ver-3

The Walking Dead – Já sigo há imenso tempo esta série e não é agora que vou parar. Aliás já me afeiçoei às personagens e não é agora que as vou largar. A história ainda consegue ser interessante, apesar de não concordar com muitas das decisões. Pobre Carl.

The Originals – Esta é recente, ainda só comecei a vê-la há uma semana. O spin-off de Os Diários do Vampiro, mantém o mesmo carácter sobrenatural, mas não tão adolescente. Soube que vai terminar este ano, mas ainda tenho muito para ver antes de aí chegar.

Once Upon a Time – Na minha opinião esta série já deu tudo o que tinha para dar. Nada de novo tem surgido nesta nova temporada. A maioria das personagens saíram e entraram outras novas. Ainda a continuo a ver porque tem aquele carácter de fantasia e é da autoria da Disney.

Anatomia de Grey – O meu guilty pleasure de fim-de-semana. Mesmo após anos a ver esta série, ainda consegue fascinar-me. O elenco não é tão forte como o das primeiras temporadas, mas lá se mantém.

Empire –  Comecei a seguir esta série nas férias do ano passado. Ultimamente não tem dado uma para a caixa. A narrativa dos episódios é cansativa e as personagens com histórias desinteressantes. Espero que termine nesta temporada. O que vale é a banda sonora que continua cinco estrelas.

Series que ando a ver-1

Narcos – Segui as duas temporadas anteriores, mas esta está a demorar mais a arrancar. Como os episódios são demoradas, por vezes é difícil conciliar o tempo. A história baseada em eventos reais é fantástica e até conseguem uma qualidade cinematográfica em cada episódio. A não perder.

This is Us – Adoro dramas familiares, mas This is Us não é uma série comum. Consegue por os nossos sentimentos à flor da pele. Acreditem quando vos digo que passo o episódio inteiro com lágrimas nos olhos. Aguardo sempre todas as semanas por um episódio novo.

Supernatural – Estes dois já passaram por tudo e eu estive sempre a acompanhar os bons e maus momentos durante estes anos todos. A série ainda se mantém muito devido aos fãs, mas os argumentistas fazem um bom trabalho com a qualidade dos guiões.

Gotham – Confesso que já começo a ficar cansada desta série. A história demasiadamente apressada e vilões aos molhos, danifica a qualidade da narrativa. Ainda continuo porque estamos a falar do Batman. Tenho cá para mim que não vai durar muito mais.

Rescue Me – Esta série já terminou. Comecei a vê-la porque lembro-me de assistir a alguns episódios na televisão e gostar. Contudo como não é muito popular, apesar das sete temporadas que teve só consigo vê-la online e nem sempre é fácil encontra-la. Por isso estou atrasada, já que comecei a vê-la há um ano.

Series que ando a ver-2

Sabrina a Bruxinha Adolescente – Esta série de 20 minutos é a minha felicidade antes de ir dormir. Um episódio de Sabrina anima o dia por mais crappy que tenha sido. Vi isto em miúda, mas a qualidade mantém-se. Adoro as piadas do gato Salem e o humor maduro da protagonista.

Ficheiros Secretos – Esta série vão assistindo quando posso. É um tapa-buracos, posso assim dizer. Quando não tenho nada para ver assisto a um episódio de X-Files, já que os episódios não seguem uma história linear, mas sim casos diferentes. Se continuam a fazer mais temporadas, por este andar nunca mais termino.

Dois Homens e Meio – Uma série de comédia que também gosto muito. Como estou naquela parte em que saiu o Charlie Sheen tem sido um pouco complicado de arrancar. Fiz uma pausa para começar um anime, e ainda não arranquei. Mas este ano tenho de terminar.

 

Sabrina Goes to Rome

Sabrina Goes to Rome

Título: Sabrina Goes to Rome
Ano: 1998
Realização: Tibor Takács
Interpretes: Melissa Joan Hart, Eddie Mills, Tara Strong…
Sinopse: A bruxinha adolescente, Sabrina e a sua nova amiga viciada em Jelly Beans, viajam por Roma enquanto tentam desvendar um segredo do século XVI.

 Sabrina a Bruxinha Adolescente tem uma nova aventura. Este é um enredo à parte da série de televisão. Neste filme, a aprendiz de feiticeira viaja até Roma, onde terá de desvendar o mistério do colar da sua tia, Sophia durante o século XVI. Contudo esta viagem não pode ser só conhecimento, mas também divertimento. Juntamente com a sua amiga britânica, Sabrina conhece os pontos turísticos da cidade, enquanto namora com Paul, um jovem rapaz que conheceu.

Sabrina Goes To Rome-2

Sabrina Goes to Rome não acrescenta nada de novo. É um filme juvenil com alguma piada em situações mais cómicas. A atriz Melissa Joan Hart já é repetente neste papel, ao lado d.o gato Salem ( Nick Bakay). O restante elenco é bastante jovem na representação. Este é o segundo filme televisivo da protagonista e até se consegue “safar”. O argumento não aborrece e podemos sempre contar com um pouco de magia e com as piadas do Salem. A história apenas não oferece a profundidade emocional necessária. O blogue atribui 2,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2

Sabrina A Bruxinha Adolescente

Sabrina A Bruxinha Adolescente

Título: Sabrina the Teenage Witch
Ano: 1996
Realização: Tibor Takács
Interpretes: Melissa Joan Hart, Sherry Miller, Charlene Fernetz, Ryan Reynolds…
Sinopse: Uma rapariga enviada pelos seus pais para ir viver com as tias excêntricas. No seu 16º aniversário descobre que é uma bruxa.

Podia estar aqui a falar-vos da série de televisão, bem conhecida. Mas não. Para já não, porque antes da televisão, “Sabrina a Bruxinha Adolescente” foi um filme. Isso nem todos sabem, e eu também só descobri, porque voltei a rever os episódios. Baseado na banda desenhada de  Archie Comics, Sabrina foi representada em live-action. Interpretada pela atriz Melissa Joan Hart, será sempre Sabrina, tanto no filme como na série de televisão (esta foi a única personagem que se manteve, com excepção da atriz Michelle Beaudoin).

O filme também mantém uma história diferente da série televisiva. Sabrina descobre na mesma os seus poderes de bruxa aos 16 anos, mas num ritual completamente diferente. Além disso, Harvey é o seu melhor amigo, que vive secretamente apaixonado pela protagonista, e não o contrário. Sabrina por outro lado mantém-se interessada por Ryan (Ryan Reynolds) o rapaz mais popular da escola, que tem uma namorada e essa será a sua rival.

Sabrina Teenage Witch-filme-1

O filme é mais direccionado ao público juvenil, contudo com o falta de novas histórias para contar, o enredo foi transformado numa série de televisão. É notório também um baixo orçamento, sendo que a utilização de feitiços é muita escassa, estava à espera de algo mais divertido. A história em si é bastante previsível e não acrescenta nenhuma inovação. Na minha opinião a série de televisão consegue ser bem melhor do que o filme. O blogue atribui 2,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2