Saltar para o conteúdo

Etiquetaryan gosling

Blade Runner 2049

35 anos após a obra de Ridley Scott, “Blade Runner: Perigo Iminente” chega-nos a sequela com “Blade Runner 2049”. O que muitos consideram um excelente género de ficção-cientifica, pioneira no estilo neo-noir cativou as audiências da época e ainda a hoje é considerado um filme de culto. Harrison Ford liderou as rédeas no original e agora passou o testemunho a Ryan Gosling

Crítica: A Queda de Wall Street

A crise financeira que ocorreu nos Estados Unidos da América em 2008 afetou em grande dimensão o país. Abalou não só os States, como o resto do mundo, de tal forma ainda hoje estamos a suportar essa situação. Ninguém fazia prever o sucedido. Bem, ninguém, exceto um grupo de homens com histórias paralelas que descobriram que algo não batia certo em 2005. Do livro “The Big Short: Inside the Doomsday Machine” de Michael Lewis, chega-nos o filme de Adam McKay.

Crítica: Nos Idos de Março

acompanha os frenéticos últimos dias que antecedem as fortemente disputadas eleições primárias em Ohio, quando um ambicioso assessor de imprensa (Ryan Gosling) se vê envolvido num escândalo político que ameaça a possibilidade de ascensão à presidência do candidato que representa. A sua história é baseada no livro “Farragut North”, de Beau Willimon, e desenrola-se durante os dias que antecedem as decisivas Eleições Primárias do Ohio, e centra-se em Stephen Meyers (Ryan Gosling), um dos vários consultores eleitorais do Governador Mike Morris (George Clooney), um politico que está apenas a uma vitória de garantir a Nomeação do Partido Democrata às Eleições Presidências.

Crítica: Crazy, Stupid Love

Estava tudo bem na vida de Cal Weaver (Steve Carrel), tem dois filhos que adora, uma casa paga, um emprego rentável e é casado com uma mulher que ama. Mas tudo muda, quando a sua esposa Emily (Julianne Moore) confessa que já o traiu com um colega de trabalho (Kevin Bacon) e por isso quer o divórcio.

Crítica: Blue Valentine

Cindy (Michelle Williams) e Dean (Ryan Gosling) que passam uma noite romântica longe da filha para reatar a paixão do casal. Este é um retrato honesto de uma história de amor entre o passado e o presente. Sendo que no filme existem “flashes” de ambos como se conheceram, namoraram e casaram.