Vídeo Musical – La La Land A Melodia do Amor


Excerto do filme La La Land – A Melodia do Amor (2016) com Ryan Gosling e Emma Stone. A música “Someone In The Crowd” é o começo para a história de amor entre as personagens principais.

Cinema dentro de Cinema

Filmes que tem como pano de fundo o cinema. Os bastidores é apresentado e como toda a magia chega aos olhos dos espectadores. Os segredos são revelados de como tudo acontece.

Hail Cesar!

Com a assinatura dos irmãos Coen e com um elenco forte de atores  conhecidos, “Hail Cesár!” é um filme sobre a idade de ouro do cinema. Filmes atrás de filmes eram massivamente produzidos. Neste filme o plot desenvolve-se quando a estrela principal é raptada e não existe a possibilidade de continuarem as gravações. Crítica completa aqui.

La La Land

Mia tinha o sonho de ser atriz, mas as oportunidades continuam a escapar-lhe. La La Land é um filme sobre o cinema nos tempos modernos. As dificuldades que um ator em início de carreira enfrenta. Além disso aprendemos um pouco sobre os bastidores do mundo cinematográfico e como  se grava um filme. Crítica completa aqui.

Serenata à Chuva

Serenata à Chuva” aborda a introdução do filme sonoro. As relações entre os atores e as dificuldades com esta nova tecnologia. Dantes como os filmes eram a mudos, agora os atores tem outras preocupações como a voz e decorar os diálogos e isso nem sempre é tarefa fácil. Uma brilhante comédia para rir do princípio ao fim.

Gritos 3

Os bastidores do filme “Stab” baseado nos assassinos em Woodstock é o palco de novos crimes. Sidney Scott terá de fugir novamente do Ghostface onde todos na produção podem ser os culpados. A relação profissional dos atores é também exposta neste filme.

Cinema Paraíso

O cinema é puro entretenimento. Em “Cinema Paraíso” esse tópico é fomentado. Para as pessoas daquela vila não havia maior alegria do que o dia do cinema. Por momentos esqueciam-se dos seus problemas e riam-se com filmes do Charlie Chaplin. Não apresenta os bastidores das produções cinematográficas, mas foca-se de como o cinema conseguia chegar ao seu público.

Birdman

Um ator em decadência luta para se manter novamente no ativo. “Birdman” foca-se principalmente nos bastidores de uma peça de teatro, mas apresenta os momentos de glória que uma determinada personagem pode trazer a um ator.

A invenção do Hugo

Os primórdios do cinema. Em “A invenção de Hugo” ao dar à manivela as imagens ganhavam movimento. Et vóila era estávamos a ver um filme. O primeiro foi dos Irmãos Lumiére que revolucionaram a indústria do entretenimento.

O Artista

Um filme de 2011 que ganhou o Óscar de Melhor Filme. Voltou aos primórdios. Ser a preto e branco e mudo. Um artista de cinema conhece uma jovem dançarina, mas a chegada de nova tecnologia, lança a carreira de ambos em direcções opostas.

Quando o romance não corre bem

O “felizes para sempre” nem sempre é mote para a sétima arte. Por vezes existe casos em que o amor não resulta,  sendo dispensável para o desenvolvimento das personagens. Lamento spoilar em alguns casos (para quem ainda não viu), mas é mesmo assim. Aqui o amor não funciona. Este é um verdadeiro tiro no pé para os fãs de romance.

La La Land

Vou começar pelo mais recente. Todos nós caímos na ilusão criada por Damien Chazelle no musical La La Land, onde acreditamos mesmo no amor de Mia e Sebastian. Acompanhamos as estações do ano, quando se conheceram no inverno e não gostaram um do outro. Da Primavera quando conversaram pela primeira vez, ao verão quando se apaixonaram, ao outono quando o amor começou a desvanecer. Não ficaram juntos no final, mas ficaram felizes. Além disso nos últimos minutos do filme o realizador faz uma surpresa, criando uma suposição de como seria a vida se eles se mantivessem juntos.

O Despertar da Mente

Michel Gondry, o realizador de “O Despertar da Mente” tinha um objectivo: criar um filme totalmente diferente sobre as relações humanas. E se pudéssemos esquecer todas as memórias que tínhamos de uma pessoa, seriamos mais felizes? Joel e Clementine eram um casal totalmente diferente e livre de despreocupações, até ao dia que se conhecem bem de mais. Começam a detestar-se. Tal como a cor de cabelo de Clementine a paixão que sentiam começa a mudar. Será a solução esquecer a pessoa que amamos, ou o amor é mais forte?

500 days of Summer

Esta não é uma história de amor.  Assim nos é avisado no início do filme. Summer e Tom conhecem-se informalmente num elevador. Partilham um gosto comum pela música. Daí ao romance é um saltinho. Ele adora-a. Vivem dias fantásticos, com piadas que só os dois percebem, num mundo só deles. Mas do nada, Summer começa a desinteressar-se por Tom. O romance já não está lá e só existe uma solução: a separação. Ele detesta-a. Tal como La La Land, neste filme o amor é também comparado às estações do ano.

A Separação

Tal como o nome do filme indica, estamos perante um filme sobre uma separação. Jennifer Aniston e Vince Vaughn são Brooke e Gary. Perceberam no início do filme que já não suportavam estar perto um do outro. Separaram-se e ficaram melhor. Mas no final ainda gostavam um do outro.

Efeito Borboleta

Os finais felizes nem sempre estão destinados. Em “Efeito Borboleta”, Evan é um rapaz que desde de miúdo sofre de perdas de memória. Descobre mais tarde que isso são efeitos da sua habilidade de voltar o tempo atrás. Mas para salvar a vida de todos precisa de se separar da mulher que mais ama.

Like Crazy

Em “Like Crazy“, Anna e Jacob são um casal jovem que se amam loucamente. Conheceram-se na faculdade. Mas o visto de Anna expirou e terá de ser deportada para o seu país, Inglaterra. Enquanto isso Jacob fica nos Estados Unidos da América. Separados pela lei, tentam encontra-se novamente, mas ambos sentem que já não se conhecem. A cena final deste filme é mesmo muito triste.

Gone Girl

Em “Gone Girl“, Nick pensava que vivia feliz com a sua esposa Amy. O que ele não sabia é que ela vivia sufocada com a relação de ambos. Decidida a terminar com o tédio da sua vida, simula a sua própria morte e todos procuram por Amy. No final Nick descobre toda a verdade sobre a esposa e deixa de ama-la devido à sua loucura.

Blue Valentine

Um começo perfeito. Um casal que se conhece inesperadamente. Começam a namorar, até que Cindy (Michelle Williams) engravida de Dean (Ryan Reynolds). Criam uma família. Mas este filme não é sobre isso. “Blue Valentine” descreve o desgaste do amor numa relação. O desinteresse, as constantes discussões e o desconforto.  “I’m so out of love with you. I’ve got nothing left for you, nothing, nothing. Nothing, there is nothing here for you.

Her

Será possível o Homem apaixonar-se por uma máquina? Em “Her”, Theodore tinha sido deixado pela mulher que amava. A mulher que pensava construir família. Sozinho “agarra-se” à companhia de um programa de computador, criado para ter emoções. Passam todo o tempo juntos, com conversas que apenas ambos entendem. Mas será suficiente?

 

Lista favorita de Filmes de A a Z

A – Amor Acontece (Love Actually)

Se há filme que tenho de ver todos os anos, sem excepção, é este. Todos os anos a regra é a mesma, e a vontade também. “Amor Acontece” é das melhores comédias românticas e não consigo me cansar das personagens, nem da história. Nem que seja só para ver Hugh Grant a dançar.

BBack to the Future (Regresso ao Futuro)

Que filme mais original e inteligente. Back to the Future faz rir do princípio ao fim. O sucesso foi tanto que consagrou-se numa trilogia. Ainda hoje várias referências desta obra cinematográfica estão marcadas na nossa cultura.

C – Cinema Paradiso

Acho que foi mesmo com este filme que percebi que a minha paixão pelo cinema, ia ser um amor para a vida. Tal como a paixão de Salvatore em “Cinema Paradiso”. Um filme mesmo comovente que nos faz repensar nos valores da vida. Então aquela cena final dos beijos proibidos do cinema ainda me deixa a lágrima no canto do olho.

DDivertidamente (Inside Out)

Este filme de animação da Disney Pixar é dos melhores já feitos pelo grupo. A história das emoções presentes em cada um de nós está perfeitamente bem escrita. “Trocando por crianças”, compreendemos melhor o que se passa na nossa mente. Adorei.

E – Easy A (Ela é Fácil) / Eternal Sunshine of the Spotless Mind (O Despertar da Mente)

Não consigo escolher, gosto muito dos dois. Se procuram uma comédia leve e bastante divertida, Easy A é a resposta. Ainda no início da sua carreira, Emma Stone era a protagonista deste filme. Um argumento bem escrito e com diálogos bem estruturados. Ela é Fácil foi uma agradável surpresa. O Despertar da Mente é daqueles filmes que nos toca emocionalmente. Um romance que não estava destinado, mas afinal quem somos nós para prevermos o futuro. Quem não viu, é um obrigatório.

F – Forrest Gump

Gosto destas histórias de vida. Tão impressionantes que nos fazem suspirar em cada frase. Tom Hanks interpreta carinhosamente o papel que vai sempre marcar a sua vida. “Forrest Gump” é um filme de gerações. Estou com vontade de o ver novamente.

G – Godfather (O Padrinho)

Outro filme com uma história marcante. Uma família e um legado a ser cumprido. Vi toda a trilogia, os filmes são longos, mas a história é intensa. Merece ser visto pelo menos uma vez na vida.

H – Harry Potter

Cresci com Harry Potter. Foi a minha companhia durante anos e por isso merece estar nesta lista. Todos os filmes tem a sua essência que se completam, num só. Por isso não vou escolher qual gosto mais. Gosto de todos.

I – Inception (A Origem)

Christopher Nolan é dos meus realizadores favoritos de sempre. Um homem visionário que consegue captar o inesperado e surpreende sempre a cada filme. Inception foi criado da sua mente e está um filme espectacular.

Continue reading “Lista favorita de Filmes de A a Z”

Vídeo Musical – La La Land A Melodia do Amor


Excerto do filme “La La Land: A Melodia do Amor” (2016) com Emma Stone e Ryan Gosling. Nesta cena a atriz interpreta Mia com a música “Audition (The fools who dream)”. Emma Stone conseguiu vencer o Óscar de Melhor Atriz principal com este desempenho.

Lista Vencedores Óscares 2017

Melhor Filme

Moonlight

Arrival

Fences

Hacksaw Ridge

Hell or High Water

Hidden Figures

La La Land

Lion

Manchester by the Sea

Melhor Realizador

Damien Chazelle – La La Land

Barry Jenkins – Moonlight

Denis Villeneuve – Arrival

Kenneth Lonergan – Manchester by the Sea

Mel Gibson – Hacksaw Ridge

 

Melhor Ator/(Principal)

Casey Affleck – Manchester by the Sea como Lee Chandler

Andrew Garfield – Hacksaw Ridge como Desmond Doss

Denzel Washington – Fences como Troy Maxson

Ryan Gosling – La La Land como Sebastian Wilder

Viggo Mortensen – Captain Fantastic como Ben Cash

 

Melhor Atriz/Actriz (Principal)

Emma Stone – La La Land como Mia Dolan

Isabelle Huppert – Elle como Michèle LeBlanc

Meryl Streep – Florence Foster Jenkins como Florence Foster Jenkins

Natalie Portman – Jackie como Jackie Kennedy

Ruth Negga – Loving como Mildred Loving

 

Melhor Ator/Secundário

Mahershala Ali – Moonlight como Juan

Dev Patel – Lion como Saroo Brierley

Jeff Bridges – Hell or High Water como Marcus Hamilton

Lucas Hedges – Manchester by the Sea como Patrick Chandler

Michael Shannon – Nocturnal Animals como Bobby Andes

 

Melhor Atriz Secundária

Emma Stone – La La Land

Viola Davis – Fences como Rose Maxson

Michelle Williams – Manchester by the Sea como Randi Chandler

Naomie Harris – Moonlight como Paula

Nicole Kidman – Lion como Sue Brierley

Octavia Spencer – Hidden Figures como Dorothy Vaughan

 

Melhor Argumento – Original

Manchester by the Sea – Kenneth Lonergan

20th Century Women – Mike Mills

Hell or High Water – Taylor Sheridan

La La Land – Damien Chazelle

The Lobster – Yorgos Lanthimos e Efthymis Filippou

 

Melhor Roteiro – Adaptado

Moonlight – Barry Jenkins por In Moonlight Black Boys Look Blue de T. McCraney

Arrival – Eric Heisserer por Story of Your Life de Ted Chiang

Fences – August Wilson por Fences de August Wilson

Hidden Figures – Allison Schroeder e T. Melfi por Hidden Figures de M. Shetterly

Lion – Luke Davies por A Long Way Home de Saroo Brierley e Larry Buttrose

 

Melhor Filme de Animação

Zootopia

Kubo and the Two Strings

La Tortue rouge

Ma vie de Courgette

Moana

 

Melhor Filme Estrangeiro

Forushande ( Irão)

En man som heter Ove ( Suécia)

Tanna ( Austrália)

Toni Erdmann ( Alemanha)

Under sandet ( Dinamarca)

 

Melhor Documentário em Longa-metragem

O.J.: Made in America

13th

Fuocoammare

I Am Not Your Negro

Life, Animated

 

Melhor Documentário em Curta-metragem

The White Helmets

4.1 Miles

Extremis

Joe’s Violin

Watani: My Homeland

Melhor Curta-metragem

Mindenki

El corredor

Ennemis Intérieurs

La femme et le TGV

Silent Nights

 

Melhor Animação em Curta-metragem

Piper

Blind Vaysha

Borrowed Time

Pear Cider and Cigarettes

Pearl

 

Melhor Banda Sonora

La La Land – Justin Hurwitz

Jackie – Mica Levi

Lion – Dustin O’Halloran e Hauschka

Moonlight – Nicholas Britell

Passengers – Thomas Newman

 

Melhor Canção original

“City of Stars” por La La Land – Justin Hurwitz, Pasek e Paul

“Audition (The Fools Who Dream)” por La La Land – Justin Hurwitz, Pasek e Paul

“Can’t Stop the Feeling!” por Trolls – Justin Timberlake, Max Martin e Shellback

“How Far I’ll Go” por Moana – Lin-Manuel Miranda

“The Empty Chair” por Jim: The James Foley Story – J. Ralph e Sting

 

Melhor Edição de Som

Arrival – Sylvain Bellemare

Deepwater Horizon – Wylie Stateman e Renée Tondelli

Hacksaw Ridge – Robert Mackenzie e Andy Wright

La La Land – Ai-Ling Lee e Mildred Iatrou Morgan

Sully – Alan Robert Murray e Bub Asman

 

Melhor mistura de Som

Hacksaw Ridge – Kevin O’Connell, Andy Wright, Robert Mackenzie e Peter Grace

13 Hours: The Secret Soldiers of Benghazi – Russell, Summers, Haboush e Ruth

Arrival – Bernard Gariépy Strobl e Claude La Haye

La La Land – Andy Nelson, Ai-Ling Lee e Steve A. Morrow

Rogue One: A Star Wars Story – David Parker, C. Scarabosio e Stuart Wilson

 

Melhor Direção de Arte

La La Land – Sandy Reynolds-Wasco e David Wasco

Arrival – Patrice Vermette e Paul Hotte

Fantastic Beasts and Where to Find Them – Stuart Craig e Anna Pinnock

Hail, Caesar! – Jess Gonchor e Nancy Haigh

Passengers – Guy Hendrix Dyas e Gene Serdena

 

Melhor Cinematografia/Fotografia

La La Land – Linus Sandgren

Arrival – Bradford Young

Lion – Greig Fraser

Moonlight – James Laxton

Silence – Rodrigo Prieto

 

Melhor Maquiagem

Suicide Squad – Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson

En man som heter Ove – Eva von Bahr e Love Larson

Star Trek Beyond – Joel Harlow e Richard Alonzo

 

Melhor /Guarda-Roupa

Fantastic Beasts and Where to Find Them – Colleen Atwood

Allied – Joanna Johnston

Florence Foster Jenkins – Consolata Boyle

Jackie – Madeline Fontaine

La La Land – Mary Zophres

 

Melhor Edição/Montagem

Hacksaw Ridge – John Gilbert

Arrival – Joe Walker

La La Land – Tom Cross

Hell or High Water – Jake Roberts

Moonlight – Nat Sanders e Joi McMillon

 

Melhores Efeitos Visuais

The Jungle Book – Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon

Deepwater Horizon – Craig Hammeck, Jason Snell, Jason Billington e Burt Dalton

Doctor Strange – Stephane Ceretti, Richard Bluff, Vincent Cirelli e Paul Corbould

Kubo and the Two Strings – S. Emerson, Oliver Jones, Brian McLean e Brad Schiff

Rogue One: A Star Wars Story – J. Knoll, Mohen Leo, Hal Hickel e Neil Corbould

Ideias Carnaval 2017

O Carnaval está aí a chegar e não existe melhor altura para sermos quem quisermos. Utilizem  a imaginação e mão à obra se quiserem ter a melhor máscara. Estas são algumas ideias para ires mascarado no Carnaval de 2017.

La La Land

LLL d 29 _5194.NEF

Inspirado nas cores dos filmes musicais dos anos 40 e 50 chega-nos “La La Land“. A dança, o jazz, e a música fundem-se completamente neste filme que é o grande candidato aos Óscars. O vestido amarelo para as senhoras, com calçado de sapateado e para os senhores um fato com o mesmo género de calçado. Não é nada complicado.

Angry Birds

angry-birds

Depois do jogo de sucesso, chega o filme que não foi bem recebido pela crítica, no entanto arrasou nas bilheteiras. Angry Birds é um excelente disfarce para se ir com amigos. Versátil, colorido e pode ter muitas cores e feitios, a imaginação é o limite.

Thor

 Thor-2-22abr2013-01

O filme do Thor está para sair este ano e qualquer pessoa gosta de um super-herói. A capa vermelha, e o martelo não pode faltar, mas se preferires a versão clássica podes utilizar sempre o capacete. Além disso Thor é dos heróis mais fortes, todos vão gostar.

Monstros Fantásticos

Monstros Fantasticos

Com estilo dos anos 20 é fácil apaixonarmos-nos por estas roupas. Além se conseguirmos ser mágicos ainda melhor. “Monstros Fantásticos” parece-me bem além disso é óptimo contra o frio com estes casacos compridos quentes e os cachecóis. Veste-te da tua equipa favorita e vai de tema Harry Potter. Junta os amigos e vais-te divertir ainda muito mais.

Guardiões da Galáxia

Meet-The-Guardians-of-the-Galaxy

“I can’t stop this feeling deep inside of me…” confessem disseram isto a cantar. Outro filme da Marvel que marca presença este ano nos cinemas é “Guardiões da Galáxia”. Podem ser desde o Star-Lord, à Gamora, passando até pelo Groot. Os heróis menos respeitados de toda a galáxia vão provar daquilo que são feitos.

Zootopia

Zootroplis-3

A máscara de animal voltou a estar na moda, a culpa é do filme “Zootopia” da Disney. As opções são imensas, raposa, coelha ou lontra (que protagonizou dos momentos mais engraçados do filme). Usa a imaginação e todos vão adorar. Além disso também é uma boa opção para usar contra o frio.

Smurfs

smurfs

Os pequeninos azuis voltam este ano para o terceiro filme. Uma animação já antiga, mas que nunca passa de moda. Pinta a cara de azul, com um barrete e calças brancas e estás pronto para a festa. Esta máscara também é ótima para utilizar com amigos.

Crítica: La La Land – A Melodia do Amor

la-la-land-2

Título: La La Land

Ano: 2016

Realização: Damien Chazelle

Interpretes:  Ryan Gosling, Emma Stone, Rosemarie DeWitt…

Sinopse: Um pianista de jazz apaixona-se por uma aspirante a atriz em Hollywood.

la-la-land-1
O realizador Damien Chazelle foi um sonhador. Sonhou fazer um filme equivalente aos anos de ouro de Hollywood. Ambicionou trazer a música e a dança novamente ao cinema com todo o seu esplendor. Foi um sonho complicado pois “La La Land” estava com dificuldades em sair do papel. Finalmente conseguiu, e com um espectáculo, luminoso, inesperado e glamoroso conquistou os nossos corações. Com um trama simples esta obra cinematográfica foca-se em apenas dois temas: os sonhos pessoais e o amor. O que não aparenta ser complexo, consegue estar bastante entrelaçado. Nada em “La La Land” é básico ou fosco. Muito pelo contrário, Chazelle conseguiu através da sua imaginação inovar estes temas de forma mágica e excelente, que mesmo após assistirmos ao filme ainda ficamos a pensar nele (eu demorei uma semana). No centro da história temos Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling), dois jovens sonhadores cheios de ambição. Ela deseja ser atriz e ele quer ser proprietário do seu próprio bar de jazz. Conhecem-se inesperadamente e apaixonam-se. Contudo ao longo que o filme progride vamos percebendo que os sonhos colidem com a paixão. Diferente de um musical, a vida pode não ser recheada de oportunidades e por vezes os sonhos não são cumpridos.

la-la-land-3

Com cenas espectaculares repletas brilho,  mistura de cores, e dança, acompanhamos a orquestra da banda sonora que nos faz sonhar. A vida deste casal é exposta magnificamente pelas interpretações de Stone e Gosling que tornam este filme mais seguro e eficaz. É notório todo o esforço de ambos para o sucesso de “La La Land“. Este não é aquele musical demasiadamente dramático e excessivamente teatral. Nesta obra o argumento une-se positivamente num contexto mais real e humano ás letras das músicas cantadas. As belas coreografias também nos fazem vibrar e suspirar por mais. Não existem momentos mortos e Damien Chazelle fez um excelente trabalho, conseguiu inovar na indústria. Este é uma excelente obra cinematográfica que apela a todas as emoções do início ao fim do filme. Uma paragem obrigatória para os amantes de cinema. O blogue atribui 5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2