Tutorial Wedding Dress Katniss Everdeen

Prometido é devido. Nesta publicação vou apresentar o processo do fabrico do cosplay da versão do vestido de noiva e vestido mockingjay da Katniss Everdeen, protagonista da saga “Hunger Games“. Optei por fazer este vestido para participar no Concurso de Cosplay “Heróis do Cosplay” e como gostei do design completo, decidi arriscar.

Em cima podemos verificar as imagens de referência que utilizei para realizar o vestido. A minha ideia era tal como no filme, no skit criar a ideia de mudança de roupa, como podem ver no vídeo abaixo.

Depois de fazer o estudo do vestido e verificar quais os materiais que precisava, avancei para a concepção do saiote.

 Primeira tentativa de fazer o saiote. Não podia utilizar uma armação, porque em palco este vestido ia sair e dar lugar ao vestido mockingjay. Este tentativa saiu falhada. Precisava mais volume com tule no saiote. Precisei de quatro camadas de tule grosso para dar volume ao vestido. Na segunda imagem temos o corpete. Esta até foi a parte mais fácil. Depois de conseguir o molde do corpete, passei para tecido e juntei as partes. Para dar mais volume ao peito e para identificar-se mais com noiva, costurei um soutiã volumoso à frente.

Molde do tecido para a base da saia do vestido. Este foi um tecido mais barato, pois apenas era necessário para separar o tule do saiote da organza. Na segunda imagem temos muita fofura. Esta foi a parte mais dolorosa do vestido. E acreditem em mim, precisava de mais (muito mais). Em tule fino cortei tiras de 8 centímetros de atura e com uma agulha juntei em folhos. Depois costurei ao vestido em três filas (mas para ficar mais igual ao original façam 5 filas). Muito tempo aqui perdido. Depois foi só juntar os folhos à organza que estava em cima da base do vestido. Em cima dos folhos de tule, acrescentar uma fita branca (utilizei muita fita também neste vestido).

Não podia ver mais folhos de tule. Depois disto não quero mais trabalhar em tule. Primeira prova do vestido com apenas uma camada de organza. O vermelho e laranja que se nota em baixo é tule que adicionei para criar o efeito de fogo, enquanto rodo o tiro o vestido (quem viu o filme conhece). Foi só costurar o tule ao tule do saiote. Na terceira imagem estou a acrescentar a segunda camada de organza ao vestido. Depois é só costurar.

Na primeira imagem, teste com a terceira camada de organza. Testado e aprovado agora mãos-à-obra e coser. Final teste, mas ainda não me agradou como ficou o templates da organza. Fiz umas pequenas modificações. Metade do peito já com penas no corpete. Na terceira imagem temos a traseira do vestido. Gostei como ficou, só faltava acrescentar o laço comprido com a fita branca.

Na primeira imagem estava a cinco dias evento. Ainda estava a colar penas ao corpete. Não é difícil este passo, o problema é mesmo a sujeira que cria. Penas por todo o lado. Duas semanas após isto ainda encontrava penas pela casa. Estas são penas daqueles cachecóis de plumas que se vê à venda. Na segunda imagem temos a peça utilizada no peito da Katniss. Um pássaro que tem o comprimento desde a barriga à cabeça. Depois de fazer o molde num pedaço de papel, utilizei cola quente em cima de um plástico para decalcar a forma. Gostei muito do resultado. Depois de seco, pintei num cinzento baço. Depois voltei a pintar com um cinzento metálico. No final utilizei cola com purpurinas para dar brilho e ainda acrescentei falsas jóias de decoração. São duas peças uma frontal e outra traseira.

Na primeira imagem o vestido mockingjay ainda em desenvolvimento. Utilizei um tecido azul escuro, elástico para este vestido. Depois o seu corte é bastante básico. Depois de juntar as duas peças, desenhei com um giz os efeitos brilhantes de penas. Com a imagem de referência ao lado. Com um giz decalquei um desenho em estilo random, já que a imagem não é muito nítida. Depois pintei com tinta branca de decido e tinta cinzenta brilhante para um contraste de cor. No final adicionei purpurinas e decorações brilhantes a imitar jóias. Na segunda imagem as penas em Eva, pinceladas com verniz azul para criar um efeito brilhante de tinta e adicionei purpurinas (nunca é demais). Estas penas era para as asas do vestido mockingjay. Colei com cola quente estas penas e um tecido preto com a forma de duas asas.

Voilá tudo pronto. Se precisarem que esclareça alguma dúvida, estejam à vontade em perguntar. Este foi o cosplay mais complexo e demorado que fiz, mas consegui ficar feliz com o resultado.

Anúncios

Comic Con – Dia 3

O terceira dia do Comic Con Portugal (domingo) estava reservado somente para o concurso de cosplay. Pela primeira vez decidi participar numa competição maior. Neste ano no  Heróis do Cosplay a artista convidada era a cosplayer Kinpatsu. O dia começou bastante cedo para mim, pois às 8horas tinha de estar no recinto para os ensaios. Evidentemente que não cheguei a horas, entre arranjar cabelos e maquilhagem demorei a sair de casa, contudo cheguei a tempo para ter uma perspectiva do palco e ensaiar o meu skit. Os meus tempos não estavam bem certos e ter a experiência completa em palco muda tudo.

Já estava com a ideia de fazer o cosplay de Katniss Everdeen desde de março. Finalmente concretizei o obejtivo. A cena do filme “Jogos da Fome: Em Chamas” em que o vestido incendeia-se e transforma-se noutro é completamente linda e queria adaptar isso para o palco. Além disso na área do cinema não é conhecido muitos cosplays e da Katniss também já não se encontra muito. Desde que tive a ideia para o vestido, comecei a trabalhar nele. Parece ter demorado muito tempo, mas na verdade ainda fiz muitas pausas. Consegui termina-lo na última da hora (as always). Depois do ensaio geral dirigi-me à banca do “Heróis do Cosplay” para o prejudging. Demorei um eternidade a chegar ao spotlight do júri. Estava com fome e cansada de estar na fila (fui quase das últimas, ainda sem entender porquê). A lista não estava feita pela ordem de inscrição. Finalmente na minha vez, o júri foi bastante breve, o que me decepcionou. Não fez perguntas sobre nada relacionado com o meu costume. Shame! Os últimos sofrem sempre. Finalmente livre do prejudging, o estômago começava a apertar e já estava na hora do almoço. Com todo o cuidado para não sujar o vestido (é branco!) almocei uma hambúrguer. Depois de umas fotos, entrei para os bastidores do palco. O concurso começava às 14h30.

CCPT17_BeautifulDreams Blog-Dia4
Cosplay Katniss Everdeen Wedding Dress

 A organização deste ano esta excelente. O concurso começou a horas e foram sempre simpáticos sobre as nossas necessidades. Contudo o tempo de espera do prejudging foi completamente desnecessário, o júri quase não se interessou pelo cosplay. Até compreendo éramos imensos cosplayers. Os prémios também não eram nada apeativos, relacionados apenas para quem faz props. Ufff. O prémio Syfy era o único que valia a pena, mas a minha personagem não se relacionava com essa categoria. No ano passado a divisão de categorias estava mais composta. E um buuu grande para os prémios acumulativos. Os participantes eram muitos, podiam-se dividir. Além disso, a minha t-shirt nem cheguei a vê-la.

CCPT17_BeautifulDreams Blog-Dia4-1
Todos os participantes do concurso “Heróis do Cosplay” 2017

Como era quase das últimas aguardei novamente imenso tempo pela minha vez. Quase nem me podia mexer com medo de estragar o vestido. Finalmente subi ao palco e correu tudo maravilhosamente bem. Os tempos estavam certos, o fogo ao rodar via-se e sei que consegui dar o meu melhor. No final não ganhei, mas who cares? diverti-me e conheci pessoas simpáticas nos bastidores. Este ano estamos todos fantásticos e foi um orgulho partilhar o palco com estes cosplayers. Adorei a experiência. No final do concurso recebi largos elogios sobre a minha personagem e skit. Receber este feedback da audiência é sempre muito gratificante e só por isso vale tudo a pena. Agora deixo-vos um vídeo do meu skit de Hunger Games e um pequeno vlog (o que consegui filmar do dia) do terceiro dia e último no Comic Con Portugal.


The Hunger Games: A Revolta – Parte 1

Jennifer-Lawrence-Mockingjay

The Hunger Games: A Revolta – Parte 1 ou em título original The Hunger Games: Mockingjay  – Part 1 é um filme de 2014, realizado por Francis Lawrence, com as participações de Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth nos principais papéis. Sinopse: O fenómeno mundial de «Os Jogos da Fome» continua a incendiar o mundo com «The Hunger Games: A Revolta – Parte 1», onde encontramos Katniss Everdeen no Distrito 13, depois de estilhaçar literalmente os jogos para sempre. Sob a liderança da Presidente Coin e o conselho dos seus amigos de confiança, Katniss estende as suas asas ao lutar para salvar Peeta e uma nação comovida pela sua coragem. (Fonte: Cinema Gate).

Film Review The Hunger Games Mockingjay Part 1

E a saga continua. Outro filme de Hunger Games, que apesar de encher os cinemas ainda não me convenceu em nada. Em cada filme a minha consideração pela história desce drasticamente. Neste quarto temos o seguimento do “Hunger Games Em Chamas” a luta de Katniss contra a Capital continua igual, e de filme para filme não existe evolução nenhuma. Em “A Revolta – Parte 1” um grupo de rebeldes juntam-se, e pretendem que Katniss (Jennifer Lawrence) seja a cara da revolta. Isso mesmo. Provocações do lado da Capital e provocações do lado dos rebeldes e pronto nada de extraordinário acontece. Quer dizer acontece, a heroína lança uma seta e a mesma é capaz de destruir um avião. Como? Não sei, mas acontece. Sinceramente nem sei porque dividiram este último filme em duas partes. Apenas comércio obviamente. Foram duas horas de drama, de palavras não ditas e ações não feitas.

The-Hunger-Games-Mockingjay-Peeta

Jennifer Lawrence continua na liderança do papel que lhe deu fama, e já é das jovens mais bem pagas devido ao seu sucesso neste filme. Donald Sutherland está bem como vilão, não jogando à toa os dados contra o protesto. Philip Seymour Hoffman, falecido o ano passado, ainda conseguiu gravar a maioria das suas cenas. Não influenciando a história principal. Da Julianne Moore esperava-se mais. Concluindo este é um filme que aborda o marketing de uma revolução, numa campanha que pretende influenciar as pessoas a aderir ao manifesto. Não emociona, não cativa, não surpreende. É muito morno. Só para fãs é que aconselho. O Blogue atribui 3 estrelas em 5.

golden_star2

golden_star2golden_star2