Inuyasha o Filme 3 – A Espada Que Governa o Mundo

Inuyasha o Filme 3 – A Espada Que Governa o Mundo

Título: Inuyasha – Tenka hadou no ken
Ano: 2003
Realização: Toshiya Shinohara
Interpretes: Kappei Yamaguchi, Satsuki Yukino, Kôji Tsujitani…
Sinopse: A legendária espada So’unga que pertenceu ao famoso Demónio Cão libertou-se. Pretende cobrir o Planeta Terra num Inferno incessante.

Posso já ter terminado de assistir ao anime Inuyasha (podem ler tudo aqui), mas ainda há muito para conhecer. Neste filme conhecemos mais sobre a história dos pais do protagonista, algo se torna muito vago no anime. Percebemos como morreu o poderoso pai de Inuyasha, conhecido como o Demónio Cão, e como se apaixonou pela sua mãe. Além disso percebemos o ódio pessoal de ser um hanyou e as complicações que teve na vida por o ser, principalmente o ódio do seu irmão, Sesshomaru um yokai completo. Além deste passado inexplorado conhecemos os segredos das espadas dos dois irmãos deixadas pelo pai. A espada que tira e a espada que dá. O filme trouxe-se referências importantes à continuação da história e uma maneira para compreendemos o passado das personagens. No final tudo culmina-se tudo contra um vilão que deseja vingança.

A animação mantém-se claramente melhor do que o anime. A nível de argumento também não perde qualidade e continua com o drama, comédia e ação necessários. “A Espada que Governa o Mundo” é um excelente complemento para os fãs do anime que ambicionam mais história. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Inuyasha

Inuyasha

Inuyasha é uma manga criada por Rumiko Takahashi em 1996. A adaptação televisiva não demorou a chegar e em 2000 foi lançado o primeiro episódio. Os estúdios Sunrise produziam o anime, mas em 2004 deixaram a obra incompleta. Em 2009 “InuYasha: The Final Act” foi lançado por outra emissora. A história começa em Tóquio nos tempos atuais, Kagome uma rapariga vive com a mãe, o avô e o irmão mais novo no santuário de Shinto. Enquanto procura o seu gato, perto do poço sagrado, um espírito empurra-a para o outro lado. Kagome, viaja no tempo, até ao período Sengoku do Japão. Desesperada e a fugir o monstro youkai, Kagome, libera o meio-demómio InuYasha que estava preso a uma árvore. Embora se revele útil, Inuyasha revela-se um problema maior. Preso a uma árvore durante 50 anos tem rancor da antiga reencarnação de Kagome, Kikyou, a sacerdotisa que o amaldiçoou. Kagome rapidamente se torna um alvo pois é a portadora da jóia das quatro almas, a Shikon no Tama. À medida que a aventura continua, novas personagens acrescentam-se ao grupo, é o caso de Shippou, uma jovem raposa orfão; Miroku, um monge que sofre uma uma poderosa maldição; e Sango uma destruidora de youkais que viu todo o seu clã ser morto. O grupo tem um objectivo, derrotar Naraku, o vilão e o principal culpado de todas as maldades que aconteceram às personagens.

inuyasha-2

Inuyasha” apresenta um argumento bem equilibrado e completo. Uma mistura ideal entre a ação, romance e drama necessário para uma história que nos faz colar ao ecrã. As personagens também são carismáticas e todas fazem parte da narrativa e ainda conseguem evoluir. Não existe personagens desnecessárias e cada uma criou o seu próprio lugar. Os diálogos bem escritos, consolidam bem o carácter dos protagonistas no avançar da história.

Além de uma animação bem delineada com 193 episódios de anime, completa-se com mais quatro filmes (alguns já podem ler a crítica aqui no blogue). “Inuyasha” prevalece certas mensagens sobre a amizade, amor, família, rendição e fazer o que está certo. O coração mais puro é sempre o mais forte.
Na minha opinião gostei bastante de assistir a este anime que não mudava rigorosamente nada.

Inuyasha o Filme – Sentimentos Que Transcendem o Tempo

Inuyasha o Filme – Sentimentos Que Transcendem o Tempo

Título: Inuyasha – Toki wo Koeru Omoi
Ano: 2001
Realização: Toshiya Shinohara
Interpretes: Kappei Yamaguchi, Satsuki Yukino, Kôji Tsujitani..
Sinopse: Inuyasha, um meio demónio e Kagome uma viagante do tempo terão de derrotar, Menomaru um demónio chinês que tem como objectivo invadir o Japão.

A manga de sucesso, criado por Rumiko Takahashi, conseguiu a sua adaptação em anime e o seu primeiro filme em 2001. A animação mereceu um novo lustre com esta obra cinematográfica. As personagens apresentam traços mais delicados e diferentes do anime. A história complementa o que já conhecemos. Inuyasha é meio demónio e juntamente com Kagome, uma rapariga do tempo atual que conseguiu viajar no tempo até à época feudal, Sango, uma guerreira, Miroku, um sacerdote e Shippo, um youkai, pretendem encontrar os pedaços da shikon no kakera, uma poderosa pedra de magia. Desta vez o grupo terá um forte inimigo em mãos. Menomaru um demónio chinês que tenciona derrotar Inuyasha, e seguir o legado do seu pai, destruído pelo pai do protagonista. Este caminho de vingança, não será fácil para o grupo.

A narrativa apresenta aspectos positivos, com vários momentos emocionais e ação também não falta. São apresentadas novas personagens e mesmo outras personagens que fazem parte do enredo inicial juntam-se ao acontecimento, refiro-me a Sesshoumaru, meio-irmão de Inuyasha e Kikyo, um antigo amor do protagonista. “Inuyasha o Filme – Sentimentos Que Transcendem o Tempo” consegue manter-se razoavelmente no mesmo nível do original e não ultrapassa os limites na sua intervenção. Concluindo este é um filme que se torna um complemento para os fãs do anime e apresenta um desenrolar de ações e contornos interessantes para as personagens, sem estragar o que já foi feito. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2

Os animes que ando a ver…

Os animes que ando a ver…

A par das séries que ando a ver, para quem não leu aqui está o texto  também estou a ver anime. Normalmente consigo adiantar mais episódios na minha hora de almoço. Fica então aqui a lista do que ando a ver de momento.

Animes que ando a ver1

Sakura Card Captor: Este anime ainda é recente. Estreou há três semanas. Como sou uma fã assumida da Sakura não podia deixar escapar esta oportunidade de continuar a ver a sua história. A animação é linda e as personagens estão mais crescidas.

Boruto: Este está um pouco fora de contexto. Eu não estou a seguir Boruto. Vi alguns episódios soltos, mas nada que me surpreendesse. A história é maçadora, não acontece nada e o Boruto é um embirrento. Nada como o Naruto no seu tempo.

Inuyasha: Comecei a ver para fazer cosplay da Kagome para o Iberanime OPO no ano passado. Fiquei logo rendida a este anime. Como via os episódios no youtube e como houve um tempo que não tive internet, perdi o fio à meada e entretanto comecei a ver outras coisas, como Sabrina A Bruxinha Adolescente. Entretanto já estou a terminar esta temporada da série e já começo com o meu querido Inuysha.

One Piece: Uma relação de amor-ódio. Adiantei muitos episódios e consegui a chegar a meio do anime. Mas entretanto fiquei sem episódios e agora vou ter de começar a ver online. Algo que me custa mais. Estou empenhada a terminar este anime. No meu tempo de almoço vou aproveitar para adiantar os episódios.

Animes que ando a ver2

Fairy Tail: Este é um daqueles animes que seguia de semana em semana religiosamente. Contudo com a proximidade da manga, o anime ficou em hiatus. Já voltou e vai terminar este ano. Nunca mais recuperei “Fairy Tail“. Mas quando terminar os que me falta vou dar mais uma oportunidade.

Dragon Ball Super: Tal como “Fairy Tail” e devido às pausas semanais que fui perdendo o rasto deste anime. Tenho mesmo que me actualizar porque esta história é épica e este ano vai ser o ano de Dragon Ball.

The Heroic Legend of Arslan: Só vi um episódio porque estava à procura de um anime para começar a ver. Como era da mesma escritora de Full Metall, why not? A história parecia interessante, mas tive de abandonar o projeto porque Inuyasha chegou à frente.

Baccano: Outro anime que só vi um episódio. A história era confusa, mas foi isso que me intrigou. Não sei o motivo de não continuar, mas quero fazer isso.

Animes que ando a ver3

Nanatsu no Taizai: Não é dos meus animes favoritos. A narrativa ainda tem muito para dar. A primeira temporada terminei muito bem, mas soube que a segunda já está a ser transmitida. Mais uma para começar a ver.

Digimon Tri: Adoro Digimon. Assim que soube que este grupo ia voltar fiquei feliz da vida. Por isso tenho seguido estes mega episódios. Os últimos tem saído fracos, uma narrativa confusa e com muito para explicar. Espero que próximo seja muito melhor.

One Punch-Man: Adorei ver este anime. Muito engraçado e com personagens carismáticas.  Vai voltar ainda este ano a segunda temporada. Este não vou perder.

Attack on Titan: Terminei recentemente a segunda temporada de Attack on Titan que gostei mais do que a primeira. A história está a tornar-se mais madura e complexa o que é positivo. A continuação deve estar para breve.

Iberanime OPO 2017

Mais um ano, mais um Iberanime. Além do Comic Con é dos únicos eventos de maior magnitude realizado no norte do país. Neste ano (e com muita antecedência) foi decidido que novamente íamos participar no Concurso de Cosplay de Grupo. O anime escolhido para fazermos cosplay foi Inuyasha. Apesar de conhecer, nunca tinha visto nenhum episódio. Esta era a minha oportunidade de conhecer este clássico. Apaixone-me logo pelas personagens e pela história. Mãos à obra e comecei a fazer o cosplay da Kagome. O cosplay era até bastante simples. Um uniforme escolar e como acessório um arco e flecha. Não demorei muito tempo a terminar, mas claro que atrasei-me (como de costume).

O concurso foi só sábado à tarde, por isso tivemos tempo para visitar o evento, assistir à palestra a cosplayer YaYa Han (que me surpreendeu bastante pela positiva), almoçar com calma e ainda treinar o skit do concurso que ainda não tínhamos ensaiado e assistir ao concerto da Neeko.
Não ganhamos o concurso mas foi bastante divertido. No backstage aproveitamos para conversar com os restantes elementos do concurso. Depois conseguimos um excelente lugar para assistir ao WCS (World Cosplay Summit). Acabou tarde este dia, mas no domingo foi outra vez ao Iberanime.

Optei por não utiliza cosplay, ver o evento noutra perspectiva diferente. Mais confortável e sem tralha atrás. Prestei mais atenção às bancas das lojas e experimentei o menu takayaki (comida tradicional japonesa). Ainda tive tempo de assistir ao final do Q & A da artista YaYa Han e ao Cosplay World Masters. Faltou o concerto da Mashiro Ayano, mas ainda conseguiu vê-la ao vivo no meet & greet. Concluindo foi um evento divertido que gosto sempre de marcar presença, porque apesar de algumas falhas foi o primeiro do género que fui e ainda é dos maiores em Portugal. Iberanime para o ano há mais. Agora a nível de cosplay é pensar no Comic-Con.

Podem acompanhar o meu canal do YOUTUBE que em breve vou postar um vlog dos dois dias.