A Chamada

A Chamada

Título: The Call
Ano: 2013
Realização: Brad Anderson
Interpretes: Halle Berry, Evie Thompson, Abigail Breslin…
Sinopse: Quando uma veterana do serviço de emergência, recebe uma chamada com um pedido de ajuda de uma adolescente que foi raptada, ela percebe que tem de enfrentar o raptor para salvar a vida da rapariga.

Halle Berry aguenta as rédeas deste filme de suspense e ação. A atriz é a protagonista deste drama psicótico, onde já há muito não a víamos neste género de filmes. Jordan (Halle Berry) uma veterana do atendimento do serviço de emergência, que devido a um erro que cometeu, por não seguir o protocolo, sente-se culpada pelo fatal destino de uma jovem. Como o ditado referencia, What goes around, comes around, Jordan terá de lutar contra os seus demónios. Um novo pedido de ajuda de uma jovem raptada é atendido e Jordan envolve-se no caso, mas desta vez vai ser mais forte e não pode cometer passos em falso.

A narrativa interessante e contagiante é o segredo para conseguirmos assistir o filme até ao fim. A razão do sequestro, a história por detrás das personagens é dos assuntos mais motivantes. Além disso descobrir como será o desfecho deste caso.

The Call-1

A acompanhar Berry no protagonismo, temos Abigail Breslin, que interpreta a adolescente sequestrada. Momentos de pânico, gritos, choros e muito stress onde a adrenalina dispara e o tempo não para. “A Chamada” apresenta alguns pormenores previsíveis e convenientes, mas no geral torna-se um filme intenso, mas interessante dentro do género. Houve momentos não bem explicados que dificultaram a percepção do espectador, mas desculpados. O final foi vulgar e pouco real. Ou percebo a ideia de terminar com a frase com que tudo começou, mas não acredito que uma simples emprega, com um marido polícia e uma adolescente amedrontada conseguiram fazer o que fizeram e ainda guardar segredo sobre a situação. O sequestrador estava a merecer, afinal era um sádico psicótico, mas não fiquei convencida. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Kingsman: O Círculo Dourado

Kingsman: O Círculo Dourado

Título: Kingsman: The Golden Circle
Ano: 2017
Realização: Matthew Vaughn
Interpretes: Taron Egerton, Colin Firth, Mark Strong…
Sinopse: Quando o seu quartel é destruído, a viagem dos Kingsman levam-nos até aos Estados Unidos, onde descobrem uma nova organização. Estas duas agências secretas de elite tem de se juntar para eliminar um inimigo em comum.

Kingsman Golden Circle-2

Os espiões mais cavalheiros de Londres voltaram para um segundo filme. A continuação de “Kingsman” segue com uma reviravolta surpreendente, da qual não concordo nada. Mas sem dúvida que esta saga não tem medo de avançar e talvez por isso consiga distanciar-se dos outros filmes de espionagem. O final da agência britânica trouxe graves percussões, quando um novo vilão surge. Os “Kingsman” terão de pedir ajuda aos “Statesman” nos Estados Unidos da América para juntos derrotarem um mal maior. A narrativa consegue ainda surpreender, a vilã Poppy (Julianne Moore) não consegue ser tão excepcional como a personagem de Samuel L. Jackson, mas apresenta um carisma especial só dela. Louca e descabida é possível amá-la e odiá-la ao mesmo tempo. Outras novas personagens surgem é o caso de Tequilla (Channing Tatum), Ginger (Halle Berry), Whiskey (Pedro Pascal) e Champ (Jeff Bridges). Os atores conseguiram criar um desenvolvimento entusiasmante às suas personagens.

Kingsman Golden Circle-3

Para quem viu o filme anterior, sabe que Harry, personagem de Colin Firth foi assassinada, durante o terrível assalto à igreja no filme anterior. Contudo nesta continuação ele volta para ser o tutor de Egsy. Isso tudo será explicado durante o filme. Ação com requinte, drama e comédia é tudo esperado para “Kingsman: O Círculo Dourado“. Admito que gostei mais do primeiro filme, mas este consegue seguir um fluxo narrativo consistente e surpreendente. Não desilude. Pode ser esperado mais missões secretas, perseguições de tiros e engenhocas loucas. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

 

Mamãs de Hollywood

A comemora-se o Dia da Mãe, o Beautiful Dreams recorda este dia, com as mãmas famosas do Passeio da Fama, mais os seus rebentos. Fiquem para ver a Lista.

Sharon.Stone.Son.Roan.2005
As múltiplas dificuldades em engravidar, não impediram Sharon Stone de concretizar o seu desejo de ser mãe. Em 2000 decidiu adotar o seu primeiro filho Roan, sendo que em 2005 voltou a adotar um rapaz, o Laird, e passado apenas um ano repetiu o processo com uma menina, a Quinn. É sem dúvida um exemplo a seguir…

A atriz de “Striptease”, Demi Moore mantém um relacionamento próximo com as suas três filhas, embora já só viva com Tallulah de 17. É a própria Rumer, a filha mais velha da atriz, a revelar que a mamã Moore sempre tentou ensinar lhes a ter amor próprio e a sentirem-se bem com o seu corpo.

Mila Jovovich foi mãe pela primeira vez em 2007. A atriz de “Residente Evil” confessou que levou um ano para conseguir recuperar a forma. A estrela ucraniana revelou que ser mãe alterou tudo. “A nossa principal preocupação passa a ser o bem-estar do nosso filho, tudo o resto fica para segundo plano”.

O orgulho da atriz latina, Salma Hayek é sem dúvidas a pequena Valentina de cinco anos. As semelhanças entre mãe e filha são notórias.

A eterna “A Vingadora”, Jennifer Garner é uma super mãe com três filhotes, a Seraphina Elizabeth, a Violet Anne e o Samuel Garner. A atriz confessa que desde que foi mãe, vive entre dois extremos “ora sou uma mãe em casa a tempo inteiro ou uma atriz a tempo inteiro”.

Não há melhor termo para definir a bela Angelina Jolie do que Super Mãe. Apaixonou-se pelo pequeno Maddox durante uma visita ao Camboja em 2002, e desde então a família não tem parado de crescer. Ao todo a atriz de Hollywood tem 6 filhos; três dos quais adotados e outros três frutos da sua relação com Brad Pitt.

A atriz de “Catwoman”, Halle Berry estreou-se como mãe em 2008 com o nascimento da filha Nahla Aubry. Para a atriz ser mãe pôs as coisas noutra perspectiva “é um despertar para a vida real; a vida passa a ser sobre as pessoas, o que damos, o que recebemos e o que partilhamos”.

Esta ‘Dona de Casa Desesperada‘ foi mãe apenas aos 44 e aparentemente saiu-lhe logo a sorte a dobrar. A atriz norte-americana, Marcia Cross teve de recorrer a vários tratamentos de fertilidade antes de conseguir engravidar. As gémeas Eden e Savannah são sem dúvida a luz dos olhos da mamã Cross, que as considera o seu pequeno grande milagre.

A atriz da trilogia ‘O Senhor dos Anéis’ confessou que ser mãe era um dos seus sonhos de longa data. Sendo mãe solteira, Liv Tyler revela que se preocupa com a felicidade do seu filho, pois sabe o que é crescer num mundo de celebridades. A atriz norte-americana, acredita que o ideal seria viver sozinha com o seu filho numa casa de campo.

A filha de Katie Holmes não se deixa ficar na sombra dos papás, Suri já que é uma das pessoas mais fotografadas do mundo. A atriz da série norte-americana “Dawson’s Creek” revela que a maternidade a tornou mais forte e mais sábia. Para a mamã Holmes, ser mãe é a profissão mais importante do mundo.

A atriz de “Quarteto Fantástico” confessou ser mais restrita que o seu marido, o produtor Cash Warren, no que toca à educação de Haven Garner e de Honor Marie. Jessica Alba revelou ainda que ser mãe lhe fez repensar o seu estilo “agora uso mais cores e sou mais prática’.

A atriz de “O Sexo e a Cidade” não teve problemas em admitir que não é o tipo de mãe que consegue fazer tudo ao mesmo tempo. A mamã Sarah Jessica Parker pode contar com o apoio de amas para ajudar a tomar conta das gémeas Marion e Tabitha e do seu filho mais velho James.