Captain Marvel (Capitão Marvel)

Captain Marvel (Capitão Marvel)

Título: Captain Marvel
Ano: 2019
Realização: Anna Boden, Ryan Fleck
Interpretes: Brie Larson, Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn…
Sinopse: Carol Danvers torna-se na heróina mais poderosa da Terra, quando é “apanhada” numa guerra entre diferentes raças da galáxia.

A Marvel Studios não desiste e consegue sempre proporcionar um excelente entretenimento com os seus filmes baseados nos super-heróis. “Captain Marvel” era dos filmes mais aguardados, não só por ter uma mulher no protagonismo, mas também porque é das heroínas mais fortes do universo. Neste filme conhecemos as suas origens e também de que forma influenciou a criação do projecto “Avengers” no interior da S.H.I.E.L.D. Ainda com Nick Fury (Samuel L. Jackson) jovem, mas com mente visionária para o futuro. A Marvel Studios joga novamente com estas voltas entre o passado e presente. Na última cena do filme “Avengers: Infinity War” antes de desaparecer Fury utiliza o seu pager para chamar a Captain Marvel, após a forte ameaça ao Planeta Terra. Este filme explica a conexão entre ambos e a história da piloto Carol Denvers (Brie Larson) enquanto tenta compreender quem é na verdade.

Este filme foi dos mais intensos, pois a narrativa mantinha-se sempre um mistério. Não era como os filmes antecessores que compreendíamos imediatamente o que ia acontecer. O argumento não era tão descontraído como outros filmes da Marvel. Por exemplo “Guardiões da Galáxia“, “Ant-Man” ou “Thor: Ragnarok“. Com diálogos mais sérios, mas com uma visão mais determinada e sem distracções. Esta personagem não se deixa abalar, tem força de vontade e ainda via ser uma forte ajuda na luta contra o Thanos no próximo filme que está a chegar. Apesar da lacuna de cenas fantásticas de ação, durante o filme, no final compensa excelentemente com o clímax desta obra cinematográfica. Brie Larson conseguiu estar à altura do destaque da Capitão Marvel. A atriz apresenta a destreza e carisma necessário da personagem. Além disso foi interessante descobrir como muitas das ideias de Nick Fury para o futuro da S.H.I.E.L.D., aconteceram devido ao encontro com Carol Denvers.

Concluindo o futuro da Marvel está em boas mãos e conseguem sempre a aprovação do público que tão bem já nos habituou. Agora esperar por “Avengers: Endgame“. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Christopher Robin

Christopher Robin

Título: Christopher Robin
Ano: 2018
Realização: Marc Forster
Interpretes: Ewan McGregor, Hayley Atwell, Bronte Carmichael…
Sinopse: Um homem da classe trabalhadora, Christopher Robin reencontra o seu amigo da infância, Winnie-the-Pooh que o ajuda a encontra as alegrias da infância.

Nestes dois anos fomos inundados com filmes dedicados ao ursinho amarelo mais querido e fofo. No ano passado estreou Goodbye Chritopher Robin baseado em factos verídicos que explica como foi criadas as histórias de Winnie The Pooh. A Disney não aceitou ficar atrás, com a animação que lhe fez crescer e também criou um  filme live-action sobre o ursinho. Esta é uma narrativa ficcional, mas mesmo assim consegue captar toda a atenção.

Ewan McGregor é o protagonista deste drama de fantasia. Um homem demasiado ocupado com o trabalho que quase não tem relacionamento social com a família. Chritopher Robin esqueceu-se por completo de se divertir e do que é realmente importante na vida, como um simples balão vermelho.  A narrativa incentivada para um público mais adulto, aceita a maturidade e responsabilidade de crescer e abandona a infância e ingenuidade. Contudo nada está esquecido e Winnie The Pooh volta para lembrar disso mesmo. Todas estas experiências fazem parte de nós que devemos relembrar sempre quando fomos felizes e por vezes é necessário parar e pensar no que fazer a seguir.

Doing nothing often leads to the very best kind of something.

 “Christopher Robin” promove um pensamento positivo sobre as coisas mais simples da vida, são provavelmente as melhores. Um argumento delicioso, que junta personagens carismáticas. A sensatez do Pooh, o pessimismo do Igor, o medo do Piglet e a positividade do Tiger. Todas estas personagens que já conhecemos, e fizeram parte da nossa infância, mas que nunca nos esquecemos. O diálogos bem conseguidos são dos aspectos mais positivos do filme, assim como aquela energia vibrante dos clássicos da Disney. Posso dizer que chorei e ri ao mesmo tempo que assisti a este filme. Uma obra cinematográfica bem pensada que cativou o meu coração. O blogue atribui 4 estrelas em 5.

golden_star2 golden_star2golden_star2golden_star2

Os melhores filmes para ver quando se está doente

Os melhores filmes para ver quando se está doente

O inverno está a chegar e com ele aquele tempo frio que só temos vontade de estar em casa embrulhados numa mantinha quente, comando na mão e a ver um filme. Principalmente quando está a chover. Ou então somos “obrigados” a estar em repouso quando a gripe nos encontra. Estar em casa doente é desconfortável e desgastante, mas quando tal acontece a televisão também pode ser a nossa melhor aliada. Entre espirros fortes, pingo do nariz, lenços de papel por todo o lado, e chá na mesa de apoio juntamente com as caixas dos medicamentos, um bom filme é uma excelente companhia que nos vai alegrar. Esta é uma lista de possibilidades de bons filmes para assistirmos nessas alturas.

Saga Harry Potter

harry potter and the deathly hallows part 1_3

A saga Harry Potter sabe bem ver em qualquer altura. Os oito filmes no mundo de magia e feitiçaria criado por JK Rowling é do mais entusiasmante que existe. Os filmes são completados com por muita diversidade. Drama, comédia, ação e magia podem esperar por tudo. Uma mistura perfeita de conteúdos para nos animar em qualquer momento. Vale sempre a pena, repetir e repetir.

La La Land

La La Land

O romance musical protagonizado por Ryan Gosling e Emma Stone é dos mais emocionante. As personagens bem definidas e os cenários bem construídos, complementam-se com uma narrativa linear que nos faz sonhar. A música é o acompanhamento perfeito neste filme. Vale mesmo a pena e sabe sempre tão bem.

O Amor Acontece

love

Quase que parece uma religião, todos os anos assisto a este filme pela altura do Natal. Já faz parte de quem eu sou. O fantástico elenco é a principal causa do sucesso deste filme, isso e a narrativa coerente mas surpreendente. “O Amor Acontece” é uma caixinha de surpresas positivas que nos faz rir. Como se passa no natal, faz-nos sonhar com esta melhor altura do ano.

O Diário de Bridget Jones

bridget-jones

A saga “O Diário de Bridget Jones” já tem três filmes. O último estreou no ano passado. Uma trintona que ainda não desistiu do amor, fica envolvida num triângulo amoroso difícil de resolver. Nada corre bem a Bridget que é senhora das vergonhas, mas que segue sempre de cabeça erguida. Muitas peripécias engraçadas são esperadas neste filme, cigarros, excesso de peso e palavrões.

Paddington

paddington

Outro filme britânico, desta vez aconselho a assistirem ao amoroso filme “Paddington“. O ursinho amante de sandes de marmelada faz das suas quando decide viajar para Londres. Perdido na estação de comboios é acolhido pela família Brown. Depois da desconfiança dos moradores, Paddington merece o respeito destes devido à sua generosidade e carinho. No total são dois filmes e cada um especial.

Winnie the Pooh

Winnie the Pooh Wallpaper-51

Outro urisnho guloso que aconselho é Winnie The Pooh. Adora mel e fica sempre em sarilhos devido à sua gula. Juntamente com os seus amigos da floresta, Piglet, Tigre, Igor e Christopher Robin procuram divertir-se com o melhor que têm. Filmes de animação que aquecem o coração. Quem nunca viu tem de ver.

A Lenda do Dragão

A Lenda do Dragão

Título: Pete’s Dragon
Ano: 2016
Realização: David Lowery
Interpretes: Bryce Dallas Howard, Robert Redford, Oakes Fegley..
Sinopse: As aventuras de um menino orfão, chamado de Pete e do seu melhor amigo Elliot, um dragão.

A Disney decidiu voltar a adaptar ao cinema o filme sobre um menino e o seu melhor amigo, um dragão. Neste filme de fantasia e ação e muito familiar, somos sensibilizados pela história de Pete. Um menino que ficou orfão muito cedo, e resultado de um acidente de viação fiou sozinho na floresta. Desorientado e perdido encontrou a companhia perfeita num dragão que vivia escondido na árvores. O filme original de 1977 foi adaptado aos tempos modernos com a ajuda do CGI, é possível efeitos bastante verídicos. No original o dragão era em versão animada de desenho e a história era ligeiramente diferente, mas o conteúdo mantém-se genuíno e muito ternurento sobre uma forte amizade invulgar.

Realizado por David Lowery, são apresentados valores necessários e imprescindíveis para a vida. Os laços que se criam, mesmo não sendo de sangue são igualmente inquebráveis. Uma obra de fantasia, criativa e que nos aquece o coração com a sensibilidade apresentada. Apesar de previsível é inocente e confiável a narrativa. Os jovens atores, são ainda pequenos em tamanho, mas grandes em talento pois conseguiram manter-se fiéis às suas personagens.

Concluindo, “A Lenda do Dragão” é um filme mediano, mas foi acarinhado pela crítica devido ao sentimentalismo que apresenta. A banda sonora junta-se aos momentos dramáticos e extasiastes da obra o que proporciona um resultado fiável. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2

Iberanime OPO 2018

Iberanime OPO 2018

Como a Comic Con este ano decidiu rumar para Lisboa, o Iberanime foi o maior evento de cultura pop a ser realizado no Porto. Por isso preparamos tudo com mais tempo. Juntamente com a minha partner in crime, Veryxis optamos por voltar à Disney, mas desta vez com o cosplay de Úrsula e Ariel do filme “A Pequena Sereia“. Apesar da antecedência este fatinho demorou mais do que esperava. Encontrei vários tecidos com a forma de escamas, mas além de serem mais caros, não tinham o efeito que pretendia. Por isso encontrei nos retalhos um tecido elástico verde para a forma da saia. Para preencher a cauda e criar o efeito de escamas, colei e cozi em formas pequenas eva brilhante, para ter a ideia que queria. Depois as barbatanas preenchi com tule quatro tecidos diferentes para mais volume e criar um efeito de brilho, além disso tinha que conseguir jeito de tapar os pés. Outro acessório modificado foi o soutien. Reutilizei um soutien que já não utilizava e cozi um molde que recortei, coloquei enchimento (restos de tecidos que sobravam) e pintei as alças e abas, depois foi só acrescentar purpurinas e mais brilhantes (porque brilho numa princesa nunca é demais). A peruca foi o toque perfeito. Tem imensa fibra e dá um toque natural, comprei-a em promoção na Cosplaysalon.

Só visitei o evento no dia do concurso, que se realizou no domingo. Depois da chegar cedo à Exponor. Num espaço novo, gostei do facto de conseguirmos andar mais à vontade no Iberanime, pois era bem maior os pavilhões. Por outro lado havia muito espaço para aproveitar que não foi bem distribuído. Os espaços de comida estavam misturados com as lojas de merchandising e as bancas dos artistas quase postas de lado nos enormes corredores. Contudo para os cosplayers este novo espaço foi mais vantajoso.

Este ano o concurso foi muito tarde, começou às 17.40h. Mas antes disso preparei-me e tornei-me numa verdadeira Ariel. Facto curioso é difícil movimentar-nos com pés e uma cauda de sereia. Andar de devagar com tecidos a atrapalhar os membros inferiores. Mas tudo compensa quando somos a alegria das crianças. O melhor do mundo são mesmo os mais pequenos que deixaram-me feliz e satisfeita com aquele cosplay.

Iberanime18_BlogBeautifulDreams-2
Menina mais linda, ficou mesmo feliz ao encontrar-me. Foto: @abel_maio

Antes do concurso e com tempo livre, ainda consegui ver o concurso de Cosplay World Masters, passear pelo espaço, tirar fotos e almoçar. Uma crítica de melhoria para o evento. A lacuna na falta de diversidade de comidas para o almoço é muito grande. Não posso mais com aquelas massas que pagamos 3€ no dia e no supermercado 0,80 cêntimos. Enfim. Ainda bem que trouxe almoço de casa, foi o que me valeu. 

Iberanime18_BlogBeautifulDreams-3
Grupo mais fantástico do concurso de cosplay de grupo. Foto: @abel_maio

Depois dos preparativos nos bastidores, foi hora de estarmos à conversa com os restantes participantes. Esta energia positiva no backstage é do melhor, cosplayers fantásticos e amigos que só encontramos nestes momentos numa paixão que temos em comum. Fomos as terceiras a participar e o skit correu bastante bem, não caí em palco e isso já foi positivo. O público achou piada ao nosso teatro e ainda bem, porque o nosso propósito é mesmo divertimos-nos e divertir. Imediatamente foram divulgados os resultados. Ficamos em segundo lugar e sinceramente não estava à espera. Os participantes eram excelentes cosplayers e os skits estavam bastante engraçados. Até para o ano Iberanime.

Fotos: @abel_maio

Vlog do evento