Viagem ao Japão – Dia 1

Viagem ao Japão – Dia 1

Viajar até ao Japão sempre foi um sonho meu. Influência dos animes, a cultura japonesa sempre me deixou curiosa. Um mundo totalmente diferente, onde reina a tradição, tecnologia e modernismo. Tudo muito diferente de Portugal. A oportunidade surgiu e não podia deixar escapar. Após muito pensar, disse o sim! ao Japão. Viajei por uma agência, pois preferia a segurança, conforto e já que ia para um país totalmente desconhecido e diferente, decidi não arriscar. Escolhia a Agência Abreu pois já incluem um programa de 11 dias com um pouco do melhor do Japão.

A viagem até lá para mim foi o mais desgastante. Tudo no final valeu a pena (agora que já passei por isso), mas são muitas horas de avião. De Lisboa ao Dubai (local onde fiz escala) são entre 7/8 horas, depois do Dubai para Osaka são 8/9 horas. Aprendemos com o jet lag que devemos dormir o máximo durante o voo. Quando cheguei ao Japão já eram 18 horas da tarde, por isso não deu para muito. Chegamos ao hotel e jantamos no local random. Percebemos rapidamente que existem três mundos diferentes no Japão: o mundo terrestre, o subterrâneo no metro e o mundo no alto dos arranha-céus. Como estávamos muito cansados não exploramos muito, mas ainda visitamos Dotonbori, a rua que fazia parecer dia durante a noite. Nunca vi nada assim, cada loja fazia a sua melhor publicidade para conseguir ter o destaque que merecia.

Dia 1


Depois de acordar bem cedo, e de um pequeno-almoço com uma vista fantástica da cidade. O Hotel Monterey Grasmere conseguiu surpreender-me com a sala de pequenos-almoços. Seguimos viagem de autocarro (sim, porque no Japão evitam ao máximo transportes privados, devido à poluição) para o Castelo de Osaka. Do séc. XVI é um dos pontos de referência importante, pois permitiu a unificação do país. Com cinco andares temos um espaço com alguns marcos da história local. Um museu com armaduras samurai, armas de época, maquetes de construções e ainda teatros digitais para conheceremos melhor as lendas do Japão. O castelo está cercado de um enorme jardim que em época das flores de cerejeira torna-se numa bela paisagem para fotografias.

Depois que conhecermos o local mais histórico e emblemático da cidade, fomos conhecer o mais moderno edifício construído. Umeda Sky Bulding  merece uma visita para conhecer o pôr-do-sol. Dois arranha-céus, juntos pelo topo com 173 metros de altura e 40 andares. Com uma vista panorâmica conseguimos ver a Osaka de todos os ângulos. Vale totalmente a pena conhecer esta perceptiva mais moderna. Além disso em terra conhecemos um fantástico jardim, mas plantado na vertical.

Japao-blogbeautifuldreams5
Vista panorâmica da cidade de Osaka

Durante a tarde foi dia de conhecer as ruas movimentadas de Osaka. O mercado Kuromon Ichiba, é um marco perfeito de combinação de cheiros e sabores. Ideal para abrir o apetite para o almoço. Peixe fresco, marisco, ostras e ainda muito mais como flores e muita comida tipicamente japonesa como takoyaki. Este mercado é definitivamente um local a conhecer. Principalmente para os food lovers.

As ruas de Osaka são sempre muito animadas, mesmo em dia de semana. Voltamos a Dontonbori, pois ainda havia muito para explorar. A quantidade de pessoas é imensa a circular nos principais locais. Experimentamos as famosas máquinas de pachinko. Uma verdadeira obsessão para os japoneses, que ainda não percebi como se joga. Também jogamos nas famosas máquinas de prémios com peluches e figuras de oferta. São prédios e prédios destas diversões que deixa qualquer um viciado.

Japao_Blogbeautifuldreams1
Noite em Osaka. Lojas e edifícios iluminados, quase que parece dia.
O à parte, os japoneses não fala muito bem inglês, e os que falam não se percebe muito bem o sotaque, por isso em algumas situações tivemos dificuldades em comunicação, mas nada que não se resolva. 

Brevemente escrevo a continuação para o Dia 3. Não percam estas aventuras no Japão, porque nós também não.

Anúncios

Viagem a Barcelona

Viagem a Barcelona

Barcelonaaaaaaaa

Como fã incansável de Freddie Mercury não parei de cantar a música que o próprio interpretou com Montserrat Caballé na altura dos Jogos Olímpicos na grande cidade. O meu real propósito de visitar Barcelona, não foi para conhecer, mas sim devido ao concerto do Ed Sheeran que não tive a oportunidade de assistir quando veio a Portugal. Sendo assim malas feitas e rumo à cidade mais próxima da digressão. Comprei a viagem com antecedência pela Ryanair, e como tal consegui um bom preço para duas pessoas ida e volta. Com uma viagem de 2 horas, chegamos ao aeroporto El Prat, onde de tempo em tempo passam autocarros que nos levam ao centro e onde ficava o hotel.

Saímos na Praça de Espanha e foi tempo para umas fotografias e ida ao shopping, que em tempos foi uma arena de touros. Depois visitamos Parc de Montjuic e Museu Nacional de Arte da Catalunha. A subida até ao espaço é lindo, mas logo procuramos um sítio para almoçar. Escolhemos um restaurante alemão, que de momento não sei o nome. A caminhada seguiu-se para a Casa de Batló e a Sagrada Família.

No dia seguinte visitamos a Praça da Catalunha, passando pelas La Rambla e pelas grandes lojas da cidade. A seguir paramos na Catedral de Barcelona para umas fotos e depois almoço. Sobre a comida em Barcelona é quase difícil encontrar um restaurante que não seja de tapas. Prefiro comida de prato, pois assim evita-se despesas desnecessárias. Só nos faltava visitar Parc de La Ciutadella e foi o que fizemos. Um parque enorme, onde aproveitamos para descansar. Depois já estava na hora de nos dirigirmos para o Estadi Olimpic Lluís Companys, onde ia acontecer o concerto de Ed Sheeran com o convidado James Bay. O concerto de uma vida e o Ed provou ser um one-man show. Fantástico.

No terceiro dia fomos de autocarro até ao Parc Guell. Não entramos, mas conseguimos fotos muito giras no espaço exterior. Depois demos um passeio pelas cidades com construções góticas. O melhor da cidade na minha opinião.

Barcelona é uma cidade que não demora muito tempo a ser visitada na sua totalidade. Em três dias temos o roteiro feito. Não achei uma cidade com muita história, mas muito baseada no mesmo, nas obras de Antonio Gaudí. No final do último dia ainda consegui experimentar o doce típico do local, os famosos churros com chocolate, que foram uma delícia. Contudo valeu totalmente a pena com o concerto do fantástico Ed Sheeran.

Tudo aqui no vlog:

O dia mais geek do ano

O dia mais geek do ano

Quase a festejar o segundo aniversário, o Café Mais Geek está a preparar o Dia Mais Geek do ano. No dia 27 de julho durante as 10 horas e as 19 horas no Agrupamento de Escolas de Penacova está aberto um dia cheio de atividades relacionadas com o género geek. Torneios de videojogos, demonstrações de jogos de tabuleiro e de cartas, cosplay e muito mais. Todos estão convidados e podem participar. Brevemente serão anunciadas mais informações sobre o evento. Como estão a perguntarem-se sobre a entrada, é gratuita, apenas é pedido diversão e boa-disposição.

Vem até Penacova, festejar o 2º aniversário de Café Mais Geek com os membros da equipa. Em 2017 iniciou-se este projecto em que actualmente desenvolve conteúdo exclusivo sobre as mais diversas áreas: literatura, banda desenhada, videojogos, cinema, séries, jogos de tabuleiro, anime e manga.

Junta-te ao grupo mais geek. Vais ficar de fora?

Anuncio-Dia-Mais-Geek-19-Alternativo-1

Stranger Things Experience Porto

Stranger Things Experience Porto

Nestes fim-de-semana passados entrei num portal que nos direcciona para os anos 80. Os jogos arcade, as roupas coloridas e aquela vibe de fição científica e fantasia. A Netflix propôs aos nortenhos uma experiência total de Stranger Things, tal como meses atrás realizaram em Lisboa. Ouviram as nossas preces e claro que eu não podia perder esta oportunidade de conhecer os cenários e props da série. Apelo para mais actividades do género de outras séries da plataforma online.

A fila era grande, mas valeu totalmente a pena. Não deixei de tirar fotos a todos os espaços. Prestei a minha homenagem à personagem Barb, que ficou totalmente esquecida no Mundo ao Contrário e apoio o #justiceforbarb. Passeei de bicicleta pelas paisagens da série e ainda comunicaram comigo no sofá da Joyce. Ainda fui a tempo do Snow Baile de 1984. Uma experiência engraçada para qualquer fã da série. Que venham mais momentos assim.

StrangerThings-Blogbeautifuldreams (2)

No fim-de-semana passado juntamente com um grupo de amigos, experimentei o Escape Room baseado em “Stranger Things” o cenário estava muito idêntico aos anos 80 e não posso spoilar muito sobre o assunto, pois tem que visitar. A empresa é White Rabbit e fica localizado no Porto.  Concluindo esta foi uma antevisão para a estreia da terceira temporada da série “Stranger Things” que estreia no dia 4 de julho na Netflix. Eu por aqui já estou ansiosa.

 

HBO com novo serviço em Portugal

HBO com novo serviço em Portugal

Brace yourselfs que uma nova plataforma de streaming chegou…

Desde a semana passada que já pode assistir às suas séries favoritas da HBO e não só na plataforma streaming do canal. Recente em Portugal promete animar os dias dos portugueses viciados em série e filmes. Numa colecção com mais de 4500 escolhas. Séries como “Guerra dos Tronos“, “Big Little Lies“, “Girls, ” True Detective“, “A Teoria do Big Bang“, “Sharp Objects“, “Westworld” e clássicos como “Os Sopranos” e “Sexo e a Cidade“. Além de séries a biblioteca de filmes está bem recheada como “Velocidade Furiosa“, “Harry Potter e os Talismãs da Morte“, “Mulher-Maravilha“.

Além destas opções existe uma categoria para crianças. Tudo pode ser visto em tablets, smartphones, computadores e televisões. A mensalidade é de 4,99€ por mês e qualquer pessoa pode subscrever e ainda conseguir um mês gratuito. A Vodafone Portugal é o distribuidor oficial e consegue pacotes especiais para os seus clientes.

A melhor maneira de começar é a fazer maratona de “Game of Thrones” já que a temporada final está a chegar. Estreia a 14 de abril. A HBO Portugal vai transmitir de imediato os episódios, por isso vamos conseguir ver na mesma altura que é transmitido no país de origem. Fiquei curiosa em experimentar, é desta que não vou sair de casa.

Podem conhecer tudo aqui: HBO Portugal

 

10 year challenge

10 year challenge

Muito acontece em 10 anos. Decidi aderir a este desafio que anda a correr a internet sobre a nossa própria comparação de actualmente e com menos 10 anos em cima.

Ora, em 2009 ainda não sabia bem o queria da vida, mesmo apesar de estar no segundo ano do curso Ciências da Comunicação. Com 18 anos acabados de fazer, em outubro do ano anterior foi o ano em que votei pela primeira vez. Na altura era as europeias, mas senti-me importante na mesma a fazer coisas de adulto. Foi neste ano que comecei a tirar carta. Depois das férias de verão a estudar para o código, no início do outono passei para a prática. Eram aborrecidas as aulas, mas passei. Em 2009 comecei a namorar com o meu homem. Foi nesse verão que fui com ele passar férias no Algarve, com o pessimismo da minha mãe a pensar que se nos zangássemos naquelas semanas, eu por lá ficava sozinha. Mas não correu tudo bem.

Twilight - 37 GIFS That Are Guaranteed To Give Team Edward Shippers ALL The Feels! - 1007

Ainda sem muitas redes sociais, foi o ano em que me criei conta no Facebook, na altura ainda era apenas para jogar e para manter o contacto com amigos que deixei no secundário. O Hi5 passava assim à História. Os emojis ainda não eram utilizados nas mensagens só no messenger (ferramenta que nunca tive muita paciência para utilizar). Recebia por dia dezenas de e-mails correntes, sem assunto nenhum (ainda bem que já terminaram com isso). Os filmes do Harry Potter ainda estavam a sair e o meu filme favorito desse ano foi o “Avatar“. Não digam a ninguém mas a minha crush era o Robert Pattinson que fazia furor com a saga “Crepúsculo“, na altura ainda estava a ler os livros. O que posso dizer, os vampiros estavam na moda. Foi o ano e que comecei a ver “Glee” e a rever “Sailor Moon” nas férias do final do primeiro semestre. Vibrava com a música “Poker Face” da Lady Gaga, Paramore e dos Black Eyed Peas.

E vocês? O que andavam a fazer em 2009?

O estilo de Rachel Green

O estilo de Rachel Green

A série Friends marcou o início dos anos 90 e além de ser das melhores séries de sempre e do seu fenómeno televisivo, marcou também pelas tendências que apresentava. A personagem mimada e um pouco egoísta, Rachel Green, interpretada por Jennifer Aniston foi uma influencer (palavra que começou a receber mais destaque atualmente com as redes sociais) com a roupa que vestia. Estes são os exemplos dos melhores looks da atriz como a sua personagem mais conhecida. Clique nas imagens para conseguir visualizar melhor.