Saltar para o conteúdo

Crítica: Bad Boys Para Sempre

Título: Bad Boys for Life
Ano: 2020
Realização:  Adil El Arbi (as Adil), Bilall Fallah (as Bilall)
Interpretes:  Will Smith, Martin Lawrence, Vanessa Hudges….
Sinopse: Os detectives de Miami, Mike Lowrey e Marcus Burnett terão de ir contra uma mãe e filho, uns senhores da droga que desejaram vingança naquela cidade.

Os bad boys voltaram

Foi necessário 17 anos para voltarem para um terceiro filme. Will Smith e Martin Lawrence voltam a ser os Bad boys, bad boys
Whatcha gonna do, whatcha gonna do
When they come for you
. A chegada desta nova década trouxe surpresas e por isso decidiram terminar este filme de sucesso sobre dois polícias em Miami.

Os anos passam e essa reflexologia também foi referida neste filme, onde a personagem Marcus Burnett (Martin Lawrence) deseja reformar-se de uma vida complicada em capturar ladrões e ficar em muitas situações de perigo. Já Mike Lowrey (Will Smith) não aceita a decisão do amigo e refere que ainda tem muito para viver como polícia. Mas tudo muda quando sofre uma tentativa de homicídio.

As ruas de Miami voltam a ser o palco de aventuras para estes dois polícias que vivem sem regras e são donos da sua própria disciplina. Claramente passaram-se uns anos desde o último filme de Bad Boys. Os protagonistas, Marcus e Mike estão novamente em apuros, e com a polícia (sendo eles também) atrás deles. Estão atrasados para o nascimento do neto de Marcus. A amizade desta dupla é abalada quando Marcus decide que se quer reformar e como tal terminar a parceria com Mike, que não aceita pacificamente a decisão do amigo. Contudo essa situação fica em stand-bye, quando Mike é inesperadamente atingido a tiro e quase não sobrevive. Conhecemos uma outra história do passado e um poderosos cartel de droga mexicano, onde uma mãe deseja vingança e juntamente com o seu filho, vão atrás de um por um.

Este filme não perde a qualidade comparativamente com os anteriores, pelo contrário, segue no mesmo registo. Muita adrenalina, missões quase impossíveis e sempre com muito humor e ação. Esta dupla é das mais bem assentadas do cinema. Desta vez não Will Smith que tem o papel de engraçadinho, deixa esse cargo para Martin Lawrence que não se cala, pode ser inconveniente, mas tem sempre de dizer. Os bad boys vão ser sempre eles, agora como bad men.

O filme apresenta uma narrativa plausível e bem concebida o que capta a nossa atenção. Acho que foi uma excelente maneira de terminar a saga destes dois. No entanto, ainda muito pode acontecer, pois o final ficou em aberto para uma próxima aventura. Apesar de alguns momentos cliché, ignoramos isso e apreciamos esta dupla de bad boys que ainda nos fazem rir. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

Rating: 3.5 out of 5.
Sony Pictures Portugal

beautifuldreams Ver todos

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: