Saltar para o conteúdo

Crítica: Downton Abbey

Título: Downton Abbey
Ano: 2019
Realização: Michael Engler
Interpretes:  Stephen Campbell Moore, Michael Fox, Lesley Nicol…
Sinopse: A continuação da história da famíilia Crawley, família de classe alta com um propriedade no campo em Inglaterra no início do século XX.

Depois de uma série de sucesso bem construída. Já comentei “Downton Abbeyaqui no blogue, podem ler. A longa-metragem foi uma excelente aquisição que completou o destino destas personagens. Neste drama histórico, passou-se quatro anos desde o final da série. A família Crawley ainda continua a pertencer a Downton Abbey com uma forte importância no local. Oferece emprego a uma equipa de empregados que cuidam diariamente do espaço e além disso ajudam a comunidade em geral daquele espaço mais rural na periferia de Londres.

Desta vez algo de requinte e de grande importância vai acontecer em Downton. A família real irá lá passar tempo para conhecer a propriedade, que fica mesmo no centro do festival. Com muito para fazer, organizar e polir, a equipa que lá trabalham como Miss Patmore, Srª Hughes, Daisy, Tom, Sr. Barrow, Sr. e Srª Bates não vão ter mãos a medir. Além disso o Sr. Carson também vai dar uma ajuda. Enquanto isso a família Crawley vão ter de ser preocupar em servir os ilustres convidados como ninguém.

Ao longo de duas horas de filme, somos servidos com a mesma qualidade e requinte da série. O guarda-roupa e cenário da época faz toda a diferença nesta série. Foi mesmo nesse ponto que a produção apostou o seu maior detalhe. De certa forma ficamos a conhecer como bem vivia uma família de classe alta na altura. No argumento surgiu algumas intrigas, mas nada que não se resolvesse. Alguns assuntos familiares foram discutidos, novos romances e muitas decisões foram avançadas. Muito positivo voltarmos a ver estas personagens que faziam os nossos dias todas as semanas. Downton Abbey voltou com a mesma essência e não desiludiu.

Além do drama presente e das várias situações familiares presentes, também existe algum espaço para a comédia. A descontracção de algumas personagens é esperado no caso do Sr. Mosley. Mas também a ironia da personagem de Maggie Smith, a Violet Crawley é dos pontos mais altos do diálogo. Concluindo esta é uma magnifica conclusão para a série, contudo ainda muito pode acontecer e o futuro de Downton não está definitivamente encerrado. Quem sabe daqui a uns anos posso surgir mais novidades para voltarmos a por o olho à família Crawley. O blogue atribui 4 estrelas em 5.

Rating: 4 out of 5.
Universal Pictures Portugal

beautifuldreams Ver todos

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

3 opiniões sobre “Crítica: Downton Abbey Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: