Crítica: Star Wars: Episódio IX – A Ascensão de Skywalker

Título: Star Wars: Episode IX – The Rise of Skywalker

Ano: 2019

Realização: J.J. Abrams

Interpretes: Carrie Fisher, Mark Hamill, Adam Driver …

Sinopse: A Resistência sobrevivente combate a Primeira Ordem, mesmo no final da saga Skywalker.

O final da saga chegou e com ele a história dos Skywalker. As críticas dos filmes anteriores podem ler aqui e aqui. Continuamos os eventos dos filmes anteriores, mas desta vez Rey continua o seu treino com Leia para se tornar numa jedi melhor, enquanto isso Kylo Ren continua a procurar o caminho das trevas e que o leva a descobrir um novo vilão. A ameaça da Primeira Ordem continua cada vez mais próxima, mas a resistência continua a manter-se forte. Uma nova pista para terminar com o mal, chegou às mãos de Rey, Finn e Poe, umas coordenadas para encontrar o secreto planeta, fonte do poder maligno dos Sith.

Todo este filme avançou muito rápido. O realizador J.J. Abrams tinha aqui conteúdo para dois filmes, mas o direito de emendar os erros feitos no filme anterior foi mais iminente. J.J. Abrams tinha uma nova história para completar, por isso este filme foi feito sob pressão e com tempo limitado. Daí que não houve tempo para melodramas desnecessários e a ação avançou em grande frenesim. O tempo passava muito rápido e as situações mais difíceis eram resolvidas com pressentimentos e sensações sobre qual era o melhor movimento. Na verdade todas as personagens do filme já sabiam o desfecho final, excepto a audiência. Pois, segundo foi transmitido, só se guiavam por uma sensação de certeza. Tal foi uma falha muitas vezes apontada durante todo o filme.

Além desses facilitismos, este filme apresentou algumas falhas na narrativa, J.J. Abrams conseguiu tapar alguns buracos do filme anterior, mas foi o seu esforço e determinação que conseguiu manter o filme firme e não torná-lo péssimo. O elenco esteve excelente, apesar que devido às novas personagens, devia ser deixado mias protagonismo. A realização e efeitos visuais também foram do melhor o que possibilitou manter-se a qualidade da fotografia. Houve certas referências aos filmes anteriores o que provocou a alegria dos fãs, mas não durou muito tempo. O desfecho para algumas personagens devia ser melhorado, mas não se pode ter tudo. Concluindo este é um mau filme, com bons momentos, mas que faziam todo o sentido se já não houvesse uma história longa de mais de 40 anos de legado. Este foi o fim da saga Skywalker, mas “Star Wars” ainda vai continuar.

⭐⭐⭐⭐

beautifuldreams

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s