Crítica: A Idade de Adaline

Título: The Age of Adaline

Ano: 2015

Realização: Lee Toland Krieger

Interpretes:  Blake Lively, Michiel Huisman, Harrison Ford…

Sinopse: Uma jovem mulher que nasceu no início do séc. 20, não envelhece devido a um acidente que teve. Depois de muitos anos solitária, conhece um homem que muda a sua perspectiva de vida eterna que já estava acostumada.

De que serve ter todo o tempo de mundo, se não temos ninguém com quem partilhar?

Adaline Bowman desde os seus 29 anos que não envelhece um dia apenas. Já se passaram cerca de 70 anos desde o seu acidente e desde então a idade não passa por si, mantém-se sempre com a mesma aparência. Obrigada a fugir de tempos em tempos e esconder-se com uma nova identidade. Ninguém conhece o seu segredo, excepto a sua filha. Com um novo nome e morada volta a integra-se na sociedade de forma diferente. Não se deixa apegar a ninguém e principalmente recusa o amor. Até ao dia. Até ao dia em que conhece Ellis (Michiel Huisman) um homem perfeito que a consegue convencer a viver o que perdeu durante tantos anos.

Remember that? 1954, I was a junior in college. That’s the last photo I have of you.

– Well, you’ve seen one, you’ve seen ‘em all.

Flemming e Adaline

Com a atriz Blake Lively (Gossip Girl) no protagonismo, ela podia ser a cara mas não a personalidade. Não senti profissionalismo no seu trabalho, já que limitava-se a fazer o mínimo. A sua conexão com a filha, Ellis e William não foi o esperado. Principalmente quando menciona a verdade, esperava uma explosão de emoção. Os argumentistas foram muito bons em certos momentos, mas nesses de carácter mais emocional não atingiram as expectativas. Este filme foi baseado numa obra literária, e como ainda não li, não posso comparar. Mas mediante o que vi no filme gostei desta vertente da história. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

⭐⭐⭐

beautifuldreams

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s