Crítica: O Homem Que Inventou o Natal

Título: The Man Who Invented Christmas
Ano: 2017
Realização: Bharat Nalluri
Interpretes: Dan Stevens, Mark Schrier, Patrick Joseph Byrnes…
Sinopse: A viagem de Charles Dickens até à escrita do seu livro mais conhecido “Christmas Carol”, um conto que redefiniu para sempre o Natal.

Quase todos conhecemos a história de Christmas Carol, sobre o avarento Mr. Scrooge que na véspera de Natal é visitado pelos fantasmas do passado, presente e futuro e é nesse momento que ele muda a sua forma de vida. Esse conto é transmitido todos os anos na época natalícia e já conta com várias adaptações. Contudo o que não sabemos é como foi escrita. “O Homem que Inventou o Natal” explora as dificuldades financeiras e sociais que Charles Dickens, famoso escritor britânico de livros como “Oliver Twist” (o primeiro a escrever sobre a pobreza) e “Great Expectations” conseguiu chegar aquele que será sempre lembrado como o melhor conto de natal de sempre.

Neste filme protagonizado por Dan Stevens (Downton Abbey), que interpreta Charles Dickens, apresenta uma inquietação constante na escrita dos seus livros. Não gosta de ser incomodado enquanto trabalha, e procura sempre referências no seu dia-a-dia para novas histórias e personagens. O ator britânico constitui um forte carisma para esta personagem. Com um argumento delirado em soft comédia, somos transportados para os bastidores da história principal e percebemos a influência deste livro para o Natal e como foi o lançamento literário da época, no séc. XIX.

Este é um filme diferente desta época festiva, baseado em factos verídicos que certamente vão emocionar o espectador. “O Homem que inventou o Natal” pode não ser o típico filme comercial, mas tem a sua própria magia e vale a pena conhecer. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

3-5-estrelas

beautifuldreams

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s