Rocky

Título: Rocky
Ano: 1976
Realização: John G. Avildsen
Interpretes: Sylvester Stallone, Talia Shire, Burt Young…
Sinopse: Um boxer de pequena categoria recebe a oportunidade única de lutar contra o legendário campeão de peso pesado. Uma luta para conseguir o respeito próprio que sempre precisou.

De zé-ninguém a herói

Rocky foi o primeiro filme sobre o boxe que deixou a indústria cinematográfica americana nas bocas do mundo. Um filme totalmente escrito por Sylvester Stallone, e também protagonista, explica a história de Rocky Balboa, um zé-ninguém com 30 anos, já um pouco acabado para a carreira do boxe profissional, mas que se torna num ídolo quando lhe dão uma oportunidade. O filme aborda a diferença do músculo e cérebro. Rocky pode não ser um boxeur muito experiente, mas utiliza a sua força no trabalho como colector de dívidas. Já Adrian, a mulher por quem se apaixona, é descrita como inteligente e dedicada. Até numa conversa entre ambos, Rocky afirmou que o pai o incentivou a usar a força desde miúdo, pois não gostava da escola. Daí que começou no boxe. Já a Adrian os pais diziam que devia dedicar-se à escola, porque não era muito bonita.

A vida pacata de Rocky muda e a sua sorte volta a aparecer quando é escolhido por Apollo Creed o campeão de pesos pesados para um confronto com ele e pode vencer o título. Rocky escolhido por ser uma presa fácil, vai esforçar-se ao máximo, como nunca o vez na vida e treinar para conseguir chegar ao final do combate. A mensagem de sátira destacada deste filme é que Apollo Creed é o típico americano. Arrogância, ego alto e forte tentação publicitária. Decide lutar contra Rocky com descendência italiana (baseada nas próprias origens de Stallone) e pretende humilha-lo só por parecer mais inexperiente.

O que torna este filme um fantástico must-see cinematográfico é a sua simplicidade. O drama inerente à situação e logo o público sente uma aproximação pelo protagonista que antes de Adrian sentia-se solitário e quase sem sonhos. Aliás o beijo entre os dois, foi dos mais bonitos apresentado no cinema. Tímido, inocente, mas muito fugaz. Neste filme sentimos o aconchego humano e até ficamos nervosos antes do combate, mesmo quando as dúvidas de Rocky sobre tudo começam a aparecer. Não cansa, e o argumento bem escrito propõe um excelente serão de cinema. Somos convidados a conhecer uma das melhores personagens do cinema do desporto. Um filme fantástico. O blogue atribui 5 estrelas em 5.

golden_star2 golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s