Roteiro Itália: Veneza Dia 5 e 6

Depois de Florença, rumamos a Veneza. Na minha opinião o lugar mais mágico e lindo, a melhor forma de terminar em beleza a viagem. Depois de duas horas e meia de comboio entre Florença-Veneza, procuramos o hotel. Atravessamos o Grande Canal e rapidamente chegamos ao hotel. Como estava perto da hora do almoço, aproveitamos para pousar em algumas fotos e encontramos um restaurante de pizzas. Além de uma gigante fatia de pizza, pedi um Spritz, a bebida típica de Itália, é alcoólica, docinha e muito fresquinha.

Roteiro Veneza-BlogBeautifulDreams (4)
Cada esquina é ótima para uma boa fotografia

Caminhamos mais um pouco para conhecer a bela cidade veneziana. É fácil nos perder por Veneza, mas também facilmente encontramos o caminho de volta. Entre ruas e vielas, caminhamos sem destino e em cada lugar encontramos sempre algo de novo. Lojas com belas mascaras venezianas expostas, símbolo marcante do conhecido Carnaval de Veneza (comprei uma máscara, mas não artesanal). O calor era intenso, mas suportável, boa altura para comer um gelado com sabor a melancia. Entramos também em várias igrejas, referências da cidade. Apesar de ainda ficar a 30 minutos a pé do hotel, e os pés quase não conseguirem mais, arriscamos e fomos até à Piazza San Marco. Ao pôr-do-sol é linda. A zona mais cara da cidade, está também rodeada pelas lojas das marcas mais luxuosas. Saímos dessa zona mais movimentada e procuramos um restaurante para jantar.

Roteiro Veneza-BlogBeautifulDreams (2)
Ravioli – Pão de Alho – Rissotto

O sítio onde mais caro que pagamos, mas com a comida mais maravilhosa. Um risotto e um ravioli. Depois de um primeiro dia a explorar esta maravilhosa cidade, no dia seguinte esperava-nos outra aventura.

Acordamos cedo e tomamos o pequeno-almoço no jardim do hotel. Um relax total, é bom apreciar estes pequenos momentos da vida. Depois de bem nutridos fomos novamente até à piazza San Marco para uma excursão. Com o tempo mais limitado, conhecemos curiosidades sobre a sociedade veneziana, os costumes, habitações e tradições, enquanto descobríamos Veneza.

Ficamos na enorme fila para conhecer a Basílica de St Mark, a entrada é gratuita, mas é necessário uma pequena quantia de 2€ que quisermos conhecer o tesouro da igreja e outros preços para o museu e vista panorâmica. Tudo paga-se. Como no dia anterior compramos o passe Veneza Unica, onde nos possibilitava conhecer 3 museus e 3 igrejas pelo preço de 21,90€. Decidimos então visitar o Palazzo Ducale ou Palácio Doge. A fila era enorme e não era possível utilizar o direito ao sem-filas que recebemos do passe. Esperamos quase uma hora para entrar no museu, o pior que tudo é que não nos podíamos sentar em lugar algum, nem no chão. Um sacrifício que tive de suportar.

Roteiro Veneza-BlogBeautifulDreams (3)
Vista geral da Piazza San Marco

O museu era mesmo interessante. Salas de julgamento com um valor arquitectónico sem igual, e ainda conseguimos atravessar a ponte dos suspiros. Ponte conhecida por ser o último local em que vários condenados atravessavam momentos antes de ouvirem o verídico final. Também foi possível visitar as masmorras onde os prisioneiros eram mantidos, assim como o pátio com o único local ao ar livre.

Como sobremesa do almoço, tive de experimentar o doce típico da zona, o tiramisú. Posso dizer que foi o melhor que já comi em toda a minha vida. Durante a tarde demos mais uma caminhada por Veneza para mais algumas fotos. Já quase ao final do dia, visitamos o Museu Correr.

Roteiro Veneza-BlogBeautifulDreams (5)
Vista panorâmica de Veneza

Na excursão conhecemos um segredo. É possível ter uma vista panorâmica da cidade, gratuitamente, num shopping, Fondaco dei Tedeschi, perto da Ponte Rialto. Subimos até ao último andar et voilá, uma paisagem linda sobre a cidade.

Já que fomos a Roma e não vimos o Papa, não podíamos ir a Veneza e não andar de gôndola. Existem vários pontos de embarque para esta passeio típico veneziano. Um grande negócio sem dúvida devido ao preço exorbitante. São 80€ por passeio de 30 minutos e máximo de 6 pessoas. Enquanto percorremos os canais de Veneza, o gondoleiro explica curiosidades desta cidade aquática, mas não canta. Um dos pontos mais altos da viagem, sem dúvida.

No último dia de viagem, aproveitamos para acordar lentamente e aproveitar o que não tivemos tempo de fazer nos outros dias. Fazer as compras de última hora com recuerdos e experimentar as doçarias típicas. Além disso ainda tive tempo para fazer uma pedicure com peixes (há muito que queria experimentar). Às 16h tínhamos hora marcada no cais do hotel. Um barco-táxi (sim, porque lá o único meio de transporte possível é mesmo o barco) era o transporte para o hotel. Depois de uma viagem de 40 minutos, conseguimos ver a cidade de outra maneira e foi um excelente despedida, chegamos ao aeroporto de Veneza. Aproveitamos bem o tempo que estivemos em Itália e adoramos cada minuto.

Vídeo da Vigaem

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s