Saltar para o conteúdo

Crítica: San Andreas

A Califórnia colapsa num filme realizado por Brad Peyton com Dwayne Johnson a liderar o elenco principal.

San Andreas cumpre os requisitos mínimos para um filme de entretenimento. Na sua receita temos muita ação, uma quantidade necessária de efeitos especiais e para terminar um herói capaz de tudo.  No entanto a sua narrativa escassa e pouco fundamentada, destabiliza aquele que podia ter sido um bom filme sobre desastres. Dwayne Johnson anteriormente conhecido como The Rock é o protagonista, um piloto especialista em resgates que tenta a todo o custo salvar a sua ex-esposa e filha da catástrofe que abalou a Califórnia mesmo no seu centro. Com fortes terramotos e gigantes tsunamis assistimos a um dos maiores pesadelos do ser humano. O filme foca-se principalmente no drama familiar e pouco realístico (é como se todos vivessem numa bolha protetora contra todo aquele caos), deixando de parte um assunto bem mais importante, a sobrevivência à aquela terrível situação. [LER MAIS]

beautifuldreams Ver todos

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

7 opiniões sobre “Crítica: San Andreas Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: