Crítica: 300 – O Início de um Império

2-300-rise-of-an-empire-review-explained

300: O Início de um império ou em título original 300 Rise of an Empire é um filme de 2014, realizado por Noam Murro, e com as participações de Sullivan Stapleton, Lena Headey, Eva Green. Sinopse: No seguimento da batalha de Termópilas, retratada em 300, as cidades-estado da Grécia unem-se para evitar a invasão persa. O novo capítulo leva a ação para um novo campo de batalha – o mar – onde o general grego Temistócles lidera a batalha que irá mudar o curso da guerra contra as forças lideradas pelo imperador Xerxes e por Artemesia, a vingativa comandante armada Persa. (Fonte: CinemaGate).

R2_V10B17_80213_CO3_PULLS_01rl_0009.tiff
A continuação do mítico filme 300 está aqui, demorou uns anos a chegar, mas valeu a pena. Este segundo filme é tão bom como o primeiro, mesmo sendo a sua sequência e o que se passou depois dos 300 espartanos serem derrotados pelo rei Xerxes. Desta vez Xerxes volta a atacar, pois quer ser o rei supremo de  toda a Grécia, em que todas as colónia se tornem apenas numa, na Pérsia. E desta vez não está sozinho tem consigo a sua melhor guerreira, Artemisa (Eva Green), sem misericórdia nem piedade é uma forte lutadora e nada teme, mas será que é tudo necessário para vencer a guerra? Do outro lado da frente temos Temistócles, que prometeu vingança dos 300 e a derrota dos persas, luta pelo lado da Grécia e tem consigo um pequeno exercito, que é destemido e inteligente.

300: BATTLE OF ARTEMESIUM

Não apenas assistimos ao filme, como parece que estamos presentes na frente de batalha, as sequências são de tal formas realísticas com uns efeitos espectaculares que parece um jogo virtual, onde cada um é por si. Com cenários detalhados de época e iluminação perfeita faz o filme o mais realístico possível. Faz-nos vontade de acompanhar o resto da história (sim porque ainda não terminou) e descobrir o seu desenvolvimento. Eva Green é a mais marcante neste filme, esta personagem foi mesmo feito para a atriz, já pelo contrário o ator Sullivan Stapleton não tem muito carisma, talvez eu ainda esteja ligada à personagem de Gerard Butler como Leonidas no filme anterior. Concluindo, gostei do filme, não esperava muito, mas surpreendeu-me. O Blog atribui 4 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s