Crítica: As Palavras


No pico do seu sucesso, um Homem Misterioso (Jeremy Irons) descobre Rody e confronta-o com a revelação de que é ele o verdadeiro autor do romance. O Homem conta-lhe as belas mas trágicas memórias da sua juventude na Paris dos pós Segunda Guerra Mundial que levaram à criação do livro. Vendo que um outro homem pagou o preço da verdade e da visão da história, Rory é levado a confrontar as questões essenciais da criatividade, da ambição e das escolhas morais que tomou.
Escrita como uma história dentro de outra história, a vida de Rory é também ela uma criação ficcional. Por detrás, está a verdadeira personalidade literária de Clay Hammond (Dennis Quaid). Persuadido por uma bela e perspicaz estudante (Olivia Wilde) a falar sobre o verdadeiro significado do seu romance, não consegue deixar de dar pistas sobre a relação entre a história e o seu próprio segredo do passado…

À primeira vista e para quem viu o trailer este filme parece um triller psicológico de caça ao homem, mas na verdade torna-se um filme cheio de sentimentalismo na descoberta do verdadeiro “Eu”. Neste filme encontramos nomes ilustres do cinema como Bradley Cooper, Dennis Quaid, Olivia Wilde, Jeremy Irons, Zoe Saldana onde cada um faz parte de uma simples história, que começou por ser de amor e que acaba em tragédia, mas que no final cem propósito algum junta todas estas personagens. Seja no passado, no presente e até no futuro. Este filme tem como objectivo mostrar que não importa quais sejam as nossas acções, por mínimas que sejam, ligam-nos com o próximo, vivemos todos ligados num ciclo social.

Neste filme temos dois realizadores: Brian Klugman e Lee Sternthal, que tiveram um papel mediano na historia porque apesar de o filme ter uma história interessante, deveria ter um enredo mais intrigante e  com mais suspense na limiar de toda a verdade. Porém é de ressaltar o talento dos vários atores que neste filme tiveram presença é proventura o aspecto mais positivo de todo o filme. Concluindo este é um filme interessante para quem se interessa pelo género de drama, mas não passa disso. O Blog atribuí 3 estrelas em 5.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s