Crítica: O meu vizinho Totoro

O meu Vizinho Totoro, é um filme de 1988 criado pelos Estúdios Japoneses Ghibli, a realização foi de Hayao Miyazaki. Apesar de ser japonês originalmente o filme, a Disney pagou pelos direitos da película. Miazaki leva-nos para um mundo mágico onde os sonhos das crianças podem-se tornar realidade.

Mei e  são duas irmãs que mudam de casa, juntamente com o seu pai, para ficarem mais perto e num local mais sossegado do Hospital em que a mãe de ambas está internada. Apesar dos vários avisos que a casa está assombrada as pequenas irmãs não querem saber dos dizeres e atá acham emocionante essa ideia. Começa a aventura na procura do desconhecido. Certo dia, quando Mei a irmã mais nova se encontrava sozinha a brincar no jardim, perde-se num lugar de uma vegetação mágica. Deslumbrada a pequena segue pequenos “animaizinhos” que nunca antes tinha visto. Fofinhos, peludinhos, com cara de gato e orelhas espetadas, são assim apresentados. Sem saber Mei, perde-se nSatsukia floresta e caia numa toca onde se encontra o Totoro. Igual aos outros seres da floresta, mas com décimo do dobro do tamanho. Mei não tem medo e logo reconhece o novo animal como sendo Totoro, um desenho representado no seu livro de histórias.

Ao contar ao seu pai e irmã, estes não acreditam na pequena, apenas admiram a sua imaginação. Mais tarde a irmã mais velha, Satsuki também tem provas da existência do gigante Totoro, o fantástico animal que não fala, e aparece quando mais os outros necessitam da sua ajuda e apenas as crianças o podem ver.

Este filme não é apenas dirigido ao público mais novo, mas também os adultos podem assistir e deliciarem-se com as traquinices dos Totoro. Este é um filme inocente que apela à criatividade e imaginação de cada um. Um filme como todos os de Myasaki nos faz sonhar e crer que existe ainda mais para descobrir.

O meu vizinho Totoro que apesar de ser de 1988, continua intemporal, é já um clássico da cultura japonesa e não só, pois o filme também foi comprado pela Disney. Não percam este fantástico filme.

O Blog atribui 4 em 5 estrelas.

Anúncios

0 thoughts on “Crítica: O meu vizinho Totoro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s